Menu

sexta-feira, 17 de junho de 2016

Roger da Cidadezinha

O Roger da Cidadezinha foi um dos primeiros blogueiros com quem me identifiquei. Diferentemente da maior parte da blogosfera que possui um forte foco em finanças, o Roger focava em um estilo de vida. O maior objetivo dele era ter uma vida digna no interior com direito à sossego, prazer e respeito. Viver como um Senhor Feudal. Viver como um Faraó. Para isso ele deixou uma série de textos que contavam sua história ou passavam métodos e instruções para ajudar aos leitores. Infelizmente Roger da Cidadezinha acabou nos deixando e seu blog foi deletado, mas você pode conferir na íntegra boa parte do que ele escreveu!


quarta-feira, 31 de julho de 2013

REUNIÃO DE ALGUNS POST DE OUTROS BLOGS

Rapaziada, abaixo vou colar alguns posts que fiz em outros blogs, apenas para reunir aqui minha vida na cidadezinha. Não foi possível achar todos os posts, pois muitos já se perderam e eu nem lembro onde e em que temas foram postados. Colando aqui, alguns ficaram como se tivesse com um marcador de texto e desprezem isso, outros não ficaram totalmente dentro do contexto porque foram escritos há algumas semanas, mas foi uma forma de demonstrar a maravilha de viver como caolho em terra de cegos. Um abraço.

Viver com pouco em uma cidade bem pequena é muito tranquilo e consegue-se aportar ferozmente.

Eu ganho cerca de 9k líquidos mensais como funcionário público e moro em uma cidadezinha com menos de 5 mil habitantes, em uma casa própria um pouco ampla que comprei por 60k a vista. Gastei mais uns 15k e fiz um super quarto no pavimento de cima, com banheiro grande e hidromassagem. Que eu saiba, somente eu e mais um cara casado tem hidromassagem aqui. Sou considerado alfa financeiro entre as mulheres de lá, mas gasto bem pouco pra aportar muito. Aporto em média uns 5k mensais e poderia aportar mais. Gasto menos de 3k, mas poderia gastar 1k (95% da cidade ganha menos que isso). Não preciso ficar ostentando muito para as meninas porque o simples fato de saberem o meu cargo já se sabe que ganho bem e com isso não preciso ficar gastando para fazer gracinha. Trabalho em uma cidade maior que fica a 50km da cidade que moro e trabalho em regime de escala, por isso não preciso ficar indo lá todos os dias. Na cidade que trabalho eu gastava cerca de 8k mensais e tinha menos qualidade de vida do que hoje.

Então, se querem viver uma vida minimalista, vocês precisam ir para uma cidade super pequena.

Apenas acrescentando mais detalhes, minha casa se fosse alugada seria R$ 350,00 ( comprei porque pretendo ficar lá por muitos, muitos anos ou a vida toda porque lá estou entre os 1% mais ricos ), pago R$ 39,00 de IPTU, isso mesmo pago 39 reais de IPTU POR ANO. Mão de obra é super barata, não tenho o trabalho de trocar um chuveiro sequer. A faxina é 15 reais ao dia, minha casa tá sempre limpinha. Pessoal é muito bom se sentir o fodão, mesmo sabendo que sou um bosta em outros lugares (grandes cidades).

R$ 350,00 aqui é casa boa, porque se você pegar uma de 2 quartos sai por 280 a 300 e se você pegar um imóvel de quarto, sala, banheiro e cozinha grande, que aqui eles chamam de kitnets, você paga de 150 a 180. Essas kitnets geralmente são feitas em cima das lojas pelos proprietários das lojas para aumentarem suas rendas familiares.

Converso na rua com o prefeito, o vice prefeito e tomo cerveja nos bares com os secretários municipais e os vereadores ( sei que são uns merdas, mas são a elite política da cidade ) Aqui não tem trânsito, tudo é perto, tudo é barato e tudo se vende fiado com entrega na porta da sua casa sem qualquer custo adicional.

Como disse, 95% da cidade ganha menos de 1k e por incrível que pareça eles têm qualidade de vida melhor do que eu quando morava na capital e ganhava 4k. Falo isso sempre para o pessoal daqui, tanto que a maioria esmagadora que sai daqui para tentar coisa melhor em cidades grandes, em menos de 2 anos retornam dizendo que não aguentaram aquele tipo de vida da cidade grande. Aqui a prefeitura presta uma assistência digna e os serviços públicos são bem superiores aos das grandes cidades, talvez porque seja muito pequeno e mais fácil de administrar.

Diversas vezes pago umas pingas (0,50 centavos) para a rapaziada do bar e com isso fico com fama de gente boa e humilde. Tenho diversos amigos conquistados nas festas e nos bares e como disse o blogueiro pobretão de vida ruim, realmente nunca bebi tanto e me diverti tanto por tão pouco gasto.

Quanto a mulheres, digo com certeza absoluta que um alfa financeiro aqui é um bosta em cidade grande, que é o meu caso. Faz algum tempo peguei a garota mais top da cidade e nem precisei chegar nela. Pedi para um amigo ver o que ela achava de mim e dizer que eu a achava muito bonita e simpática. Em um outro dia ele me disse que ela havia falado que me achava um cara legal também e que ouvia falar que eu era gente boa. Certa vez, a noite na pracinha da cidade e após umas doses de vodca, pedi para esse meu amigo perguntar a essa garota se ela queria ficar comigo. Ela disse que era para eu ir conversar com ela e isso já foi um sinal de sim. Troquei umas palavras por no máximo uns 2 minutos e já fui logo agarrando. Interessante que na cidade correu o papo que ela que estava mandando bem, por estar "namorando" um cara legal, com emprego garantido e com ótimo salário (esse cara era eu, por mais estranho que pareça).




Por isso que digo a vocês. Não adianta vir para o interior e morar em cidade média e pequena. Tem que ser cidade MUITO pequena, pois assim com uns 6k você vira burguês, mesmo que o reino em que você viva seja bem pequeno. Em cada contexto social existe uma forma de alfa e nas cidades pequenas com 6k ou mais você está muito bem na fita.

Para quem disser que não tem nada para fazer eu discordo. Com meu salário eu posso ir em outras cidades, aproveitar só o que tem de bom nelas e depois voltar para minha casa na cidadezinha. Já vou com as mulheres daqui e com status já garantido, sem precisar ficar sendo humilhado por patricinhas exigentes. Vou em várias festinhas e altos churrascos de pessoas humildes de espírito e legais, além de ter muitos amigos e beber pra caramba. Além da sensação indescritível de ser considerado um bom partido, mesmo sabendo que sou apenas mais um bosta nas grandes cidades. Trabalho desmotivado na cidade grande e passo o dia torcendo para o tempo passar para eu voltar para o meu feudo.

Na cidade que moro, pelas minhas contas estou entre as 10 pessoas com maior renda e na minha opinião isso me faz um alfa financeiro do local sem precisar ostentar, porque a cidade inteira sabe o meu cargo e mais ou menos o meu salário. Gasto pouco e me divirto muito. Vivo em terra de cegos, mas aqui eu tenho um olho e por isso me dou sempre bem.

Abraços.

Rapaziada, aqui é o Roger que mora na cidadezinha e é caolho em terra de cegos. Hoje pela manhã estava indo comprar um aparelho de DVD novo em uma cidade maior (70 mil habitantes) que fica a 30km da minha cidadezinha. Porra, eu não gosto de ficar dando carona pra quem eu não converso, mas no ponto do ônibus interurbano tinha uma ninfeta de 19 anos e um mangina escroto que eu mal falo bom dia. Tive que pensar muito rápido e por causa da ninfeta resolvi parar e dar a carona. Para minha sorte o mangina iria ficar no trevo que fica a 14 km, pois iria para outra cidade em sentido oposto da cidade que eu iria. A ninfetinha estava indo para a cidade que eu iria, pois tinha que ir ao dentista. O mangina puxou assunto sobre futebol (PQP) e eu disse que nem tinha visto o jogo direito, mas depois ele começou a falar sobre os protestos e a ninfetinha foi na onda dele.

Caralho, esse pessoal nem sabe o que fala. PQP eu tinha que ficar fingindo que concordava e foi foda. Quando chegou no trevo o maldito mangina que foi logo sentando no banco da frente e deixou a ninfetinha no banco de trás desceu e eu pedi para a ninfeta sentar no banco da frente. Começamos a conversar sobre estudos e como eu sou concursado com salário de 9k líquidos esse é meu ponto forte e passo sensação de ser o sabidão e fodão. A ninfeta perguntou se iria abrir concurso para cargo de nível médio no meu órgão e eu fui desenrolando a conversa em cima disso. Tudo que eu falava ela ficava sorrindo e achando divertido (coisa que nunca acontece na cidade que trabalho) e fui vendo que ela tava dando mole. Ela perguntou se tinha mesmo terminado com uma mina top que eu pegava e eu disse que sim.

Ela disse: Nossa, essa menina que você ficava é muito metida, não sei como você conseguia suportar ela.

Eu tive vontade de responder que ficava com ela porque ela era bonita e gostosa e foda-se se ela era metida. Mas não podia dizer isso. Aí respondi que ela era metida mesmo e que na verdade procurava uma garota mais simpática, assim como ela. Falei na cara de pau mesmo, porque senti que estava sendo encarado com alfa na conversa.

Ela ficou toda sem graça e deu um risinho gostoso. Disse que devia ter muitas meninas dando bola pra mim e que seria complicado ter algo comigo. Na hora eu me lembrei de como sou um merda na cidade grande e que jamais escutaria isso de uma menina lá. Rapidamente pensei: "Aqui você é rei cara, para de ficar pensando na cidade onde você é um merda. Foco no seu feudo porra ".

Deixei ela em uma rua próximo ao dentista dela. Poderia ter deixado ela na porta do dentista, mas como sou alfa nessa porra, não quis manginar e passar imagem de desapegado. Ela perguntou se eu iria ficar muito tempo na cidade e eu disse que iria demorar um pouco porque depois iria passar no supermercado.

Aí ela mandou: "Posso te ligar pra ver se você está aqui ainda quando acabar lá no dentista e se você estiver, você me dá uma carona?"

Aí eu respondi: " Pode, anota meu tel. Se der tempo de você chegar no supermercado eu te dou uma carona sim".

Poderia dizer que buscaria ela na porra do dentista, mas isso soaria como manginisse e apego sexual por ela. COMO É BOM CONHECER A REAL RAPAZIADA.

Estrategicamente comprei o DVD e fiquei dando um tempo no mercado esperando ela ligar, pois acabei muito rápido de comprar as coisas, mas estava afim de dar essa carona de volta pra ela.

Após uns 30 min que estava no mercado ela ligou e disse: " Oi... você ainda está aqui? Pode esperar eu chegar no supermercado e me dar uma carona de volta?"

Alfadamente eu respondi: Estou indo para o estacionamento, se você vier rapinho tem como eu te esperar um pouquinho, mas venha rápido porque estou com um pouco de pressa.

Ela disse: Tá bom, vou correndo, em no máximo uns 5 minutinhos estou aí.

Como a cidade é relativamente pequena ela chegou rápido mesmo e estava bufando, deve ter andado de forma bem rápida.

Dentro do carro eu disse que precisava ir rapidinho na concessionária de carros, porque queria ver se valia a pena trocar de carro. Se ela não se incomodava em ir comigo e que seria rápido. Lá na concessionária eu olhei só os carros mais caros e quando o vendedor disse qual seria a forma de pagamento eu dando meu carro na troca, eu disse que seria a vista. (Não iria comprar porra nenhuma, era só pra impressionar a ninfeta). Vi que os olhinhos dela brilhavam quando eu pedia para ela entrar do lado do carona para ver os carros comigo.

Quando saí da loja, passei a mão no cabelo dela e disse que ela era muito bonita e simpática e que tinha valido a pena ter dado a carona pra ela.

Ela disse sorrindo: Que isso, você que é muito gentil, já me diziam que você era gente boa, mas não imagina o quanto.

Dali chamei ela para tomar um suco em um barzinho que tem ali perto ( era de manhã e não rolava ficar tomando cerveja e afins, ainda mais por causa da lei seca e teria que viajar depois ). Ela disse que aceitava se não fosse me atrasar...

Durante a conversa no bar e quase na hora de ir embora dei um beijo nela, sendo que ela em nenhum momento expressou reação de rejeição. No carro ainda consegui antes de sair dar mais uns beijos e passar a mão nas pernas delas (nossa, lisinhas, uma delícia). Quando fui subindo até a buceta, ela segurou a minha mão e disse: calma, você está indo muito depressa.

Vi que não iria conseguir comer naquela hora mesmo e preferi dar um passo pra trás, para depois dar dois para frente.

Na cidade deixei ela no mesmo lugar que peguei e disse que se ela quisesse encontrar comigo novamente ela tinha meu telefone e era só ligar. Acho que o caolho aqui vai traçar mais uma menina da cidadezinha. Não vou ligar e vou esperar pra ver se ela liga. Depois conto o desenrolar aqui.

Abraços.





No domingo fizemos um frango ao molho pardo aqui em casa. Eu paguei os frangos (10 reais cada um e já limpo) e a gostosinha veio aqui com uma prima e o irmão da prima que toma birita comigo no bar e fizeram esse frango ao molho pardo aqui em casa enquanto eu ficava tomando minha cervejinha e me sentindo um senhor feudal. Tudo aqui é barato, TUDO. Na segunda paguei 15 reais para a faxineira e minha casa ficou limpinha. Na boa, me sinto um faraó rapaziada.


quarta-feira, 7 de agosto de 2013
MEU FIM DE SEMANA NA CIDADEZINHA

Bem rapaziada, como estava de folga nesse fim de semana, já disse a vocês que trabalho em regime de escala e por isso não tenho todos os sábados e domingos de folga. Pois bem, no sábado fiz um churrasco em minha casa com a galera que geralmente toma umas biritas comigo no bar da cidade, onde fico sabendo das novidades e geralmente é um passa tempo incrível devido a simplicidade que rola no local e aos diversos assuntos simples abordados, além da conta no final ficar super barata a ponto de sempre eu questionar interiormente se a conta está realmente certa, pois acho muito barato. A comparação com a cidade grande é inevitável, devido a discrepância absurda de preços. Aqui mesmo pagando uma ou outra birita para algum amigo mais simples, sempre fica muito mais barato do que uma ida ao barzinho da nojenta cidade grande.




Na sexta feira combinamos de fazer um churrasco em minha casa no sábado. Como sempre eu pago a maior parte do churrasco junto com um outro amigo que tem um salário melhorzinho aqui (cerca de 2,5 k). Combinamos de bancar o resto da rapaziada, mas não fazemos nada, sequer colocamos a mão em alguma carne. O bacana é que além de ficar barato para mim e para ele, há uma troca de tarefas. Tem um cara aqui que é mais simples, mas faz um churrasco bacana, o cara tem a técnica de fazer o churrasco. O legal é que com um churrasco com carnes menos nobres eu me divirto muito mais do que se fosse em uma churrascaria top da cidade grande, onde fica cheio de gente metida a besta e no final você paga preços exorbitantes.



Como sempre é aqui em casa, a cerveja é à vontade e jamais falta. Nesse ponto e devido a ser um produto industrializado eu compro as latinhas na cidade grande no atacado e sai mais barato do que aqui. Em cidadezinhas os produtos industrializados costumam ser mais caros do que nos grandes mercados das cidades grandes. Contudo, como trabalho na cidade grande, sempre dou uma passada no supermercado que vende a atacado e compro algumas coisas.

Uma coisa que sempre me impressiona por aqui é o fato de até os homens me tratarem de uma forma diferente dos homens da cidade grande. O destaque social muda a forma de ser tratado em relação a homens e mulheres. Noto que ficam puxando meu saco, meus pedidos parecem ordens, tentam me agradar a todo momento e percebo que são prestativos demais, coisa que nunca consegui em outras pessoas quando era um merda na cidade grande.

Minha pseudo namoradinha atual fica puta da vida quando faço esses churrascos entre amigos, pois jamais deixo ela participar, pois assim podemos falar abertamente sobre outras garotas da cidade e possíveis visitantes que estão eventualmente por aqui. Quando não estou me relacionando com nenhuma garota, nesses churrascos costumo chamar algumas garotas, mas só chamo quando tenho alguma em vista para um pretenso abate.

Quando foi dando lá pelas 16:00 horas já estava muito bêbado e acabei não tendo condições de ir na rua para ver o movimento. Tomei um banho e dormi até mais ou menos 20:00 horas. A gostosinha que estou pegando me ligou e perguntou se a gente não iria se encontrar naquela noite. Como ela tem 19 anos sei que fica querendo sair e dar umas voltas pagando de namoradinha, mas esse não é o meu perfil nem minhas intenções são essas. Chamei ela para vir em minha casa porque estava cansado e queria tomar mais uma cervejinha para rebater a ressaca.




Chegando em minha casa a gostosinha perguntou se a gente não iria em algum lugar e eu disse que não. Como já não estou mais preocupado com o que ela vai achar ou pensar, visto que aqui posso me dar a esse luxo, pedi ela para pegar umas cervejas pra gente e preparar um tira-gosto que ficaríamos em casa mesmo, vendo uns filmes que eu tinha gravado no aparelho da Sky. Vi que internamente ela não gostou muito da ideia, mas fez o que eu pedi sem reclamar e de boa vontade. Assistimos apenas um filme juntos e após fizemos um sexo selvagem de alta qualidade, como jamais conseguiria com uma garota daquele nível na cidade grande, nem mesmo em pensamento.

Poxa, essa garota é bem gostosinha e parece que tem a intenção de ficar comigo por muito tempo. Mas eu já estou pensando em alçar voos mais altos e já estou de olho em uma garota bem tímida, mas com uns peitinhos e umas perninhas lindas e que trabalha em uma mercearia da cidade e tem uns 20 anos pelo que parece. Preciso traçar bem a estratégia de chegada com 100% de chances de acerto, pois aqui não é lugar de levar toco. Ao longo dos dias vou contando mais sobre os acontecimentos futuros e alguns já do passado por aqui.

Em pensar que na cidade grande eu era só mais um merda invisível e triste por causa do deserto sexual que impera para os não ricos e não bonitões.

Abraços.
ROGER.


segunda-feira, 12 de agosto de 2013
DOCE ROTINA DO FIM DE SEMANA

Rapaziada, como tive mais um fim de semana inteiro de folga, resolvi dar umas voltas de moto. Tenho uma CRF 230 da Honda, isso é importante ter em uma cidadezinha para você abrir mais um leque de coisas para fazer e se divertir. Saí bem cedo com 2 amigos e fomos desbravando a roça, muita estrada de terra, pastos, rios, obstáculos sinistros. Muito legal fazer trilha. Antes de mudar para a cidadezinha nunca tinha subido em uma moto e aqui achei esse hobbie que é fantástico para passar o tempo e se distrair.





Outra coisa que notei e é bastante interessante, é que as garotas mais bonitas e gostosas não curtem caras com jeitão de nerdão, por isso você precisa ter um hobbie de aventura, para passar a imagem de um cara aventureiro e descolado. Além disso, ter um ou alguns hobbies de aventura passa a impressão de cara com status mais elevado, porque você não fica parecendo um merda que só trabalha e tem dinheiro para sobreviver. Impressionante como as gostosinhas curtem os caras que chegam das trilhas em motos e roupas sujas de lama.




Sempre após as trilhas paramos em um bar da cidadezinha e tomamos aquela cervejinha super gelada em mesas colocadas na calçada e reparo que as gostosinhas ficam passando em nossa frente toda assanhadas, dizendo aquele "OI" gostoso, mexendo nos cabelos e todas sorridentes. Tenho que parar de ficar comparando minha vida aqui com a que tinha na cidade grande, mas sempre faço isso inconscientemente e fico pensando em como seria mais um merdão se naquele exato momento eu estivesse tomando aquela mesma cervejinha em um bar onde eu seria apenas mais um ser invisível e insignificante entre os playboys e as patricinhas.

Mais a noite me encontrei com a minha gostosinha e levei ela para comermos um peixe maravilhoso que tem em um restaurantezinho simples em uma cidade aqui perto. Sempre me assusto com a felicidade contagiante dela em apenas dar uma voltinha comigo e ir a locais simples, em programas super simples e baratos, mas que é uma verdadeira exceção para meninas de cidadezinhas. Todavia já estou com um "olho no gato e outro no peixe" e vejo que se aproxima o término desse namorico de fantasia, pois preciso pegar outras garotas suculentas que percebo lançarem olhares de inveja sobre a minha gostosinha. Preciso arrumar uma forma de terminar sem causar muitos transtornos e saindo com a imagem de gente boa, pois não posso me queimar com as possíveis pretendentes.





Preciso pensar em algo e a forma para chegar com 100% de sucesso na minha próxima "namoradinha", pois aqui não é lugar de levar Fora. Levar fora é coisa de beta sem status. Alfa chega pra pegar e não pode levar fora, sob pena de se queimar com futuras pretendentes. Preciso pedir algum colega para primeiro sondar as possibilidades para mim e só depois dar o "bote" calculado e com 100% de chances de acerto. Notaram a importância de se ter amigos em cidadezinhas?

Abraços.
Roger.


quarta-feira, 14 de agosto de 2013
MENOS DE 15 DIAS DO BLOG NO AR E JÁ PASSAMOS DE 1000 VISITAS

Rapaziada, pensava que quase ninguém iria se interessar em saber como era a vida em uma cidadezinha, contada por um cara que era um merda na cidade grande e se mudou para uma cidade bem pequena em busca de prestígio, status social e conseguir pegar mulheres de níveis de beleza mais elevados do que as que pegava na cidade grande. O blog já teve visualizações oriundas dos seguintes países:

BRASIL, ESTADOS UNIDOS, ALEMANHA, PORTUGAL, RÚSSIA, BELGICA, TAIWAN, NORUEGA, ESPANHA, SUÍÇA E REINO UNIDO

Obrigado pelas visitas e vou continuar postando e dividindo com vocês os acontecimentos passados, presente e futuros vividos por um caolho em terra de cegos.

Abraços.
Roger.


sábado, 17 de agosto de 2013
A REAL SOBRE A FORMA DE SE PORTAR SOCIALMENTE

Rapaziada, resolvi criar esse post para mandar a real sobre a forma de se portar nos ambientes e sua influência em termos de ganho ou perda de mulheres e status.

Vejo muita gente falando de se ter atitude, de se portar da maneira correta, de se portar como alfa ou beta em determinados lugares. A verdade é que você se porta DE ACORDO COM AS CIRCUNSTÂNCIAS, ESSA É A REAL rapaziada.



Em locais onde você não tem status social, onde você é apenas mais um na multidão, onde você é apenas mais um merda, onde você é desprezado pelas mulheres, onde você é visto como beta, NÃO ADIANTA QUERER SE PORTAR COMO ALFA QUE NÃO VAI ADIANTAR NADA. O que vai acontecer é que você será ainda mais ridicularizado e se sentirá ainda mais inferior e sua tristeza só tende a aumentar. Na cidade grande que trabalho já tentei me portar de forma diferente, de ter atitudes mais pró ativas, de ser mais seguro ao falar com mulheres e nada mudou, continuei no deserto sexual e sendo desprezado em todos os sentidos. Porque isso aconteceu: Simples, porque não adianta você ser visto como um beta e querer se portar como alfa. A sociedade já te rotulou como beta naquela localidade e isso não há como mudar apenas você se portando da maneira A, B ou C.

Agora, se você está em um local onde as pessoas te enxergam como alfa, onde a sociedade lhe vê como um cara com bom salário e emprego, onde você está posicionado pelo menos entre os 2% mais ricos daquela localidade, TUDO MUDA, TUDO MESMO.




Aquele mesmo beta que citei no início e que é desprezado, passa a se sentir e a se portar como alfa. Mas porque isso acontece: Simples também, porque o que direciona a pessoa a se portar como beta ou alfa, não depende de você e SIM DE COMO AS PESSOAS LHE ENXERGAM NA LOCALIDADE.

Se você tem status social e é visto como alfa naquela localidade, AUTOMATICAMENTE você começa a se portar como alfa. Tudo que você faz é com segurança, você não demonstra fraqueza nas relações interpessoais, tanto com homens quanto com mulheres. Mas o fato é que tanto os homens e as mulheres já chegam perto de você te achando alfa, porque você já foi rotulado na sociedade como alfa. Colocando o meu caso como exemplo, a mesma piada que conto na cidade grande e ninguém ri, se contar na cidadezinha todos dão risadas e me acham um cara simpático e agradável. O mesmo papo que tenho com alguma gostosinha da cidadezinha e sou prontamente correspondido com respostas agradáveis e expressões corporais de simpatia por mim, se fizer o mesmo na cidade grande não sou correspondido e noto expressões corporais de repúdio e afastamento.

Finalizando e mandado mais uma vez a REAL:

VOCÊ JÁ É ENCARADO COMO BETA OU ALFA NA LOCALIDADE EM QUE CONVIVE. ENTÃO VOCÊ SE PORTARÁ INSTINTIVAMENTE DE ACORDO COM AS CIRCUNSTÂNCIAS. SE NA SOCIEDADE VOCÊ É VISTO E TEM STATUS DE BETA, INCONCIENTEMENTE VOCÊ SE PORTARÁ COMO BETA. JÁ SE VOCÊ É VISTO COMO ALFA E TEM STATUS DE ALFA, INCONCIENTEMENTE VOCÊ SE PORTARÁ COMO ALFA.


domingo, 18 de agosto de 2013
CAMINHO DAS PEDRAS: A ESCOLHA DA CIDADEZINHA!

Bem, tenho notado que muitos leitores possuem dúvidas sobre os requisitos para a escolha da cidadezinha com possibilidades reais de se tornar "SENHOR FEUDAL" no município. Reparo ainda, que muitos são fudidos, mas estão no caminho certo e mais curto para saírem do terrível deserto sexual que se encontram, levando com garra esse temporário período sombrio e buscando alternativas plausíveis e com comprovada eficácia levando em consideração o exemplo de minha experiência.

Lembro à rapaziada que tenho diversos posts em mente para escrever ainda para vocês, muitos sobres minhas experiências passadas, outros sobre meu presente e outro sobre meus pensamentos a respeito de minhas futuras investidas. Entretanto, apesar de trabalhar em regime de escala e ter muito tempo para postar, peço a paciência dos amigos, pois no tempo disponível preciso também desfrutar dos prazeres da condição de senhor feudal, pois esse é o real objetivo de ter me mudado para cá.

Nesse post pretendo dar algumas dicas sucintas sobre os requisitos OBRIGATÓRIOS sobre sua condição na cidadezinha e sobre a própria cidadezinha alvo da escolha e também sobre os requisitos recomendados. Os requisitos obrigatórios, como o próprio nome diz, são obrigatórios porra, são indispensáveis e sem qualquer deles sua condição de senhor feudal pode ir por água abaixo. Os requisitos recomendados não são obrigatórios, mas devem ser cumpridos, se possível, para agregar mais valor e status para você na cidadezinha. Então vamos lá:

REQUISITOS OBRIGATÓRIOS:

1. A cidade ter menos de 5 mil habitantes;
2. Você estar entre os 1% mais ricos da cidade
3. A cidade não pode ser sede de comarca, ou seja, não pode ter fórum.
4. Você precisa conhecer a REAL para não se casar com a primeira gostosinha que comer.
5. Você JAMAIS pode ficar apaixonadinho pelas gostosinhas que pegar e não pode ser mangina.
6. As pessoas precisam saber quanto você ganha de salário e seu cargo/emprego.
7. Você tem que morar sozinho e ter boa estrutura em sua casa.
8. A cidade não pode ter empresa de grande porte.
9. A cidade não pode ser turística.
10. A cidade não pode ser muito conhecida em nenhum aspecto.

REQUISITOS RECOMENDADOS:

1. Ter fama de gente boa na cidade.
2. Ser bem relacionado entre os caras da cidade.
3. Frequentar o melhor barzinho da cidade pelo menos 1 a 2 vezes por semana
4. Ter carro novo e uma moto pra trilha
5. Fazer alguns churrascos em sua casa com despesas por sua conta
6. Ter bom relacionamento com os políticos da atual Administração e com alguns da oposição.
7. Ser concursado
8. Trabalhar de plantão ou no máximo 6 horas diárias.
9. Ter outras cidadezinhas com menos de 5 mil habitantes próximas da sua cidade.
10. Terminar os relacionamentos de forma amigável com as gostosinhas.
11. Pegar uma das 3 garotas mais TOPs da cidade o mais rápido possível.
12. Nunca pegar FGVs


quarta-feira, 21 de agosto de 2013
CONSIDERAÇÕES E POLÍTICAS DO BLOG SOBRE HATERISMOS

Rapaziada, aproveitando o bom humor gerado após uma noite fantástica, de sexo alfa de qualidade e sem frescuras, vejo que enquanto me esbaldava os haters despejavam seu ódio. Quanta diferença, hein? Desse modo, existe a necessidade da criação de um post específico para tratar das políticas que serão adotadas com relação ao haterismo. É evidente que os haters não passam de um grupo bem pequeno de pessoas com grau elevado de inveja, que pelas condições atuais de suas vidas não têm mais perspectivas de sair da vida de merda em que se encontram, pessoas essas que já se contentaram em serem Betas e viverem no deserto sexual pelo resto de suas vidas. Esses seres sem esperança de dias melhores tentam diminuir suas frustrações lançando ódio contra tudo e contra todos, na tentativa de amenizar o imenso sofrimento trazido pela certeza de serem betas por toda sua vida. Abaixo uma foto típica da tristeza e solidão de um hater após lançar seu ódio e ver que nada mudou:



Nesse sentido, se faz necessário a publicação deste post, visto que daqui pra frente pretendo, na medida do possível, escrever postagens mandando a REAL em alguns assuntos polêmicos, tais como a melhor maneira de ser aprovado em concursos públicos, como e o que fazer para suportar a vida de beta enquanto se ganha baixos salários e como pegar garotas medianas de bom padrão mesmo sendo um beta. Esses posts certamente atrairão muitos haters que tentarão em vão desestimular os amigos fudidos a terem esperanças de uma vida melhor. Assim, peço a paciência e misericórdia dos amigos com os haters e lembrem-se que são apenas seres inferiores sem perspectiva de melhoras e que não suportam verem pessoas se dando bem ou estando interessadas em melhorarem. Sendo assim os haters odeiam saber que você está no momento se dando bem ou está no caminho certo e mais curto para se dar bem, como demonstrado abaixo:



É preciso frisar, ainda, que este blog nasceu com o objetivo apenas de relatar minhas experiências passadas, presentes e metas para o futuro. Esse continua ainda sendo o objetivo principal do blog, todavia sinto a necessidade de dar algumas dicas para os amigos de como não perderem tanto tempo e dinheiro cometendo os mesmos erros que eu cometi no passado. Tento de forma incansável mostrar para os amigos que não é preciso ganhar 100 mil por mês para se viver bem, sendo alfa e com destaque social, basta apenas fazer as escolhas certas e estar no local certo, pois com apenas alguns bens materiais você consegue se divertir bastante e ainda leva as gatinhas de bônus.



Ainda quanto ao haterismo, afirmo que comentários com conteúdo objetivando lançar ódio gratuito e desorganizar o blog serão na primeira oportunidade deletadas sem chances de defesa. Serão ainda deletados comentários que ataquem gratuitamente outros blogueiros, desde que a RECIPROCIDADE seja verdadeira em seus respectivos blogs. Lembro aos amigos que este blog não possui moderação 24 horas e por isso acontecerá alguns ataques de haters enquanto eu estiver curtindo a vida e desfrutando dos prazeres proporcionados por ser alfa em cidadezinhas. Por isso peço que desconsiderem os comentários eivados de haterismo, sendo que logo que possível passarei o rodo nos mesmos. Absorvam apenas os comentários sadios e que os levem ao caminho da prosperidade e destaque social, deixando os haters na tristeza e solidão.

Abraços.
ROGER.


sexta-feira, 23 de agosto de 2013
EXPANDINDO OS HORIZONTES FEUDAIS: COMPRA DO CARRO FODÃO

Rapaziada, como disse nos comentários de outro post, tenho a intenção de expandir meus horizontes feudais e chegar com mais status nas outras cidadezinhas vizinhas e agregar mais valor ainda a minha condição de senhor feudal na minha própria cidadezinha. Por isso tenho ido muito esses dias na cidade grande visitar algumas concessionárias, para ver de perto alguns carros e fazer test drive.

Além disso, minha gostosinha tem vindo muito a noite em minha casa e isso tem atrapalhado sobremaneira minhas entradas na net para postar e deixar os amigos sempre bem atualizados dos acontecimentos. Mas posso afirmar que nesse ou no máximo no próximo fim de semana vou terminar com essa gostosinha e terei um pouco mais de tempo. Não paro de pensar na gostosinha da mercearia e preciso começar a investir pesado nela. Não há como pegar a gostosinha da mercearia sem antes terminar com essa. Assim preciso aproveitar bastante agora, pois logo, logo vou deixá-la em busca de novas conquistas. Lembram dos requisitos obrigatórios que fiz em outro post? Pois é, um deles era jamais se apaixonar pelas gostosinhas para não correr o risco de se casar e acabar tudo. Essa gostosinha que estou agora é daquele tipo que se você der mole você casa, pois é gostosa, bonita e consideravelmente prendada, coisa que faz o homem começar a pensar em ter relacionamento muito duradouro e com isso perder outras oportunidades. Mas é "um olho no peixe e outro no gato" e não consigo parar de pensar na gostosinha da mercearia. Puxa, que seios, que pernas lindas...

O que está pegando é a dúvida de qual carro escolher, vou comprar zero, mas não abro mão de dois requisitos.

1- Ter motor forte (pelo menos 1.8 ou 2.0 e uns 140 cavalos ou mais)

2- Ser automático.

O carro também deve estar na faixa de 70k ou pouco menos, para não despencar demais o patrimônio. Assim tenho visto alguns carros e gostaria da opinião de vocês para ajudar na escolha. São esses os principais:


PEUGEOT 308 ALLURE
FIAT BRAVO T-JET
CITROEN C4 SPORT
CHEVROLET CRUZE
HONDA CIVIC

Enfim rapaziada, estou na dúvida entre esses e vou dar meu carro que é um popular, mas completo, 1.6 e com baixa kilometragem na troca pelo valor aproximado de 30k. E aí, qual desses acima ou outros nessa faixa de preço e sendo zero km vocês sugerem?
Mesmo já sendo Senhor Feudal creio que até na minha cidadezinha as coisas vão ficar ainda melhores depois que eu estiver com algum desses carros e impressionará a gostosinha da mercearia, abrindo assim um caminho mais ameno para a minha investida.

Abraços.
ROGER.


quinta-feira, 5 de setembro de 2013
CHEGADA DO CARRO: PREPARANDO O TERRENO PARA NOVA "NAMORADINHA"...

Rapaziada, ontem peguei o focus 2.0 automático zero km e ele já está rodando na cidadezinha. Aqui ele é carro super top, como se fosse um importado fodão na bosta da cidade grande. Estou gostando muito, anda bem e é super confortável. Uma coisa legal é que ele ficou bem bonito na cor branca e com vidros bem pretos. Não me arrependo da compra, considerando o custo benefício. A cidade inteira já sabe que troquei de carro e mesmo já sendo SENHOR FEUDAL notei que as garotas ficaram um pouco mais entusiasmadas. 




Logo na chegada dei uma volta pela cidade toda pra marcar presença e fazer um reconhecimento do feudo. Depois mais a noite fui com o carro no barzinho da cidade e lá, de forma oficial, todos ficaram sabendo que havia trocado de carro. Via as garotas trocando olhares na pracinha e comentando sobre mim, era nítido que estavam falando de mim. A rapaziada do bar ficava pedindo para ver o carro por dentro e eu falava que podia ir ver ele. Ficaram impressionados ao saber que não precisa colocar a chave na ignição para ligar o carro. Falavam que tinha mandado bem e que o carro era maneiro por dentro também.


A gostosinha da mercearia deu uma passada rápida pela pracinha com uma amiga e viu a rapaziada em volta do carro olhando ele.  Ela me deu uma olhada tímida, fixei meus olhos nos olhos dela, sendo que ela deu um leve sorrisinho e desviou o olhar. Engraçado que quando eu era um beta fudido na cidade grande eu nunca conseguia fixar o olhar nos olhos de alguma garota, pois sabia que seria rejeitado de forma imediata. Aqui consigo me portar como alfa e não tenho medo de encarar as garotas bonitas nos olhos. Enquanto a rapaziada curtia conhecer o carro e tomava umas biritas comigo e só pensava em como fazer para ficar com essa gostosinha da mercearia o mais rápido possível. Terei que manter um namorinho com ela, isso é fato. Mas como chegar nela com 100% de certeza de pegar? Isso que estou planejando há dias.



Amanhã pela manhã vou lá na mercearia comprar algumas coisas. Costumo comprar em outro local que é um pouco mais barato, mas de agora em diante só vou comprar na mercearia que a gostosinha trabalha. Vou parar o carro em frente à loja, em um horário de pouco movimento e pedir que ela me ajude a levar algumas coisas até o carro e vou ver a aceitabilidade dela comigo. Ela já sabe que estou solteiro e isso é bom. Na verdade, estou querendo ter um certo contato com ela primeiro e depois um camarada do bar, que namora uma gorda que é amiga da gostosinha, vai convidá-la para irmos em um boliche na cidade média aqui perto. Não quero que esse camarada fale para sua namorada fazer o convite sem antes eu ter algum contato com a gostosinha.

A rapaziada aqui da cidadezinha já me deu a ficha de nada consta da gostosinha e ela não tem histórico de putarias passadas, sendo uma garota mais recatada, segundo eles. Por isso a importância da amizade com os caras das cidadezinhas, senão você corre o risco de desfilar com uma puta na cidade e ser chacota do local. Penso em fazer um churrasco e convidar a gostosinha também, mas acho essa do boliche melhor, pois ela teria que ir de carro comigo e já no caminho a hipergamia começaria a agir a meu favor. Espero que os amigos do blog possam dar alguma sugestão de investidas, pois talvez haja algo melhor e mais certeiro de se fazer.

Abraços
ROGER.


quarta-feira, 18 de setembro de 2013
DE BETA DE MERDA A SENHOR FEUDAL: COMO FOI MINHA MUDANÇA DE VIDA... (PARTE 1)

Olá rapaziada, dessa vez vou fazer um post mais apressado devido ao fato do último post já ter passado de 300 comentários, o que torna sua leitura cansativa e com carregamento lento. Para um blog que conta as aventuras feudais de um ex beta de merda e que tem pouco mais de 1 mês no ar, confesso que fiquei surpreso. Lembro que leio todos os comentários e procuro responder a todos na medida do possível. Lembro ainda que como todas as minhas histórias são absolutamente reais, peço a paciência dos amigos quando não puder acessar o blog constantemente, visto que tenho uma vida feudal intensa fora da net e para ir atualizando os acontecimentos é preciso que primeiro eles ocorram, visto que aqui é tudo a mais pura realidade.

Pois bem, nesse post vou falar um pouco sobre como foi minha mudança de vida, como tomei a decisão de ser um homem destacado e dar a volta na matrix que insistia em me manter na humilhação da cidade grande. Vou dividir esse post em 2 partes pois ele precisa ser um pouco mais detalhado, mesmo tentando ao máximo fazer um resumo, não dará certo falar tudo em um único post que ficaria imenso e cansativo. Primeiramente vamos falar da época em que era um matrixiano de bosta e sequer fazia noção que existia a REAL. Minha família é de classe média normal, nunca passamos necessidades, mas nunca desfrutamos de nenhuma riqueza material. Estudei uma parte de minha vida em colégio particular e depois em escola pública. Fiz faculdade federal, sendo aprovado logo no primeiro vestibular. Passa o tempo todo pensando em garotas, pois é muito difícil não pensar nelas, ainda mais quando elas estão nas ruas desfilando com seus belos corpos e roupas provocantes. Mas como não era alfa só me restava olhar e gravar bem as imagens em minha mente, para mais tarde poder tocar uma bela punheta pensando naquelas garotas que sequer me viam, devido a invisibilidade total a que eu era submetido.

Vagava pela cidade grande como um bostão, andando de ônibus, a pé e em caronas de amigos, onde me sentia cada vez mais humilhado e desmotivado da vida. A tristeza tomava conta do meu ser, era considerado antissocial pelos familiares, porque não saía muito e sempre pensava que não valia a pena se desgastar tanto para frequentar locais onde eu sempre voltaria no zero a zero ou com muito custo com uma FGV fedida. A depressão e a correria da cidade grande me sugavam por inteiro, eu era a bosta do cavalo do bandido no esgoto chamado cidade grande.



Sabia que precisava de grana e colocação social para ser feliz, no fundo eu sabia indiretamente que existia a maldita matrix e me recusava a seguir todos os seus preceitos em uma escravidão e submissão generalizada imposta a 99,8% das pessoas que vivem nas grandes cidades. Comecei a constatar de forma límpida que jamais conseguiria uma namorada bonita sem grana e destaque social. Sim, eu sonhava em ter uma namorada, mas como conseguir, sendo um merda na sociedade? Durante a faculdade consegui pegar uma mediana e passei a gostar muito dela. Fazia planos de futuro a dois e me contentava com ela, pois jamais tinha pegado uma mediana após o tempo do colegial. Mas as exigências se tornavam cada vez mais ferozes e eu não conseguia acompanhar e cumprir essas exigências. Não tinha grana suficiente para ficar saindo e agradando ela e as suas amigas malditas. Tinha sexo de péssima qualidade e mesmo assim não queria perdê-lo, pelo medo do deserto sexual que insistia em me assombrar. Mas em um belo dia, simplesmente do nada, essa mediana disse que estava confusa, que não sabia se gostava de mim com a intensidade necessária e que queria terminar. Tentei argumentar como um mangina escroto e recebi duras palavras da parte dela, que destruíram meus planos e despedaçaram meus sentimentos. Entrei fortemente em um deserto sexual desolador, nenhuma mulher sequer olhava pra mim, mesmo sendo considerado um cara gente fina, embora um pouco reservado. Menos de 15 dias após fiquei sabendo que essa garota mediana tinha ficado com um cara bem de vida e uns dias após vi ela toda sorridente dentro do seu carro. Foi a pá de cal jogada sobre um merda, que acreditava nos sentimentos amorosos e que as relações entre homens e mulheres não eram movidas a interesses sombrios. O sofrimento inundava minha vida.




Nesse período, vagando pela net e com imensa tristeza e desmotivação com a vida conheci a real e a verdade foi jogada duramente em minha cara, sem peninha e sem rodeios. Vi que precisava ter grana e um certo destaque social para ter mulheres e jamais ter sentimentos de algo mais sério, pois as relações eram movidas exclusivamente por interesses diversos. Além disso, achava a minha vida uma merda, não tinha nada para fazer, todos os locais da cidade grande eram feitos pelos alfas e para os alfas. Os betas eram apenas expectadores infelizes que sonhavam em ao menos conseguir as migalhas dos alfas. Foi quando resolvi estudar com afinco para concursos, na tentativa de galgar destaque social e grana. Fui aprovado em 2 concursos quase na mesma época, um deles ganhava 1,8k e o outro 4k. Assumi no primeiro e poucos meses depois fui chamado para o segundo. O deserto sexual permaneceu, pois morava na merda da cidade grande e a condição de beta permanecia quase que intacta. Continuei estudando, pois trabalhava 6 horas corridas de seg a sexta. Passei no concurso do cargo que ocupo atualmente e meu salário aumentou, além da jornada de trabalho ser em forma de escala.

Com salário melhor pensei que conseguiria maior destaque social. Ledo engano. As FGVs começaram a ficar mais fáceis de pegar, mas eu conhecia a real e travava uma batalha interna para recusar sexo com elas. Isso era muito humilhação, não tinha me dedicado tanto e estudado com afinco para terminar assim, comendo apenas FGVs. Passei a frequentar puteiros mais luxuosos e a pagar para ter sexo com GPs mais tops. Mas isso não estava mais me satisfazendo, continuava sendo um beta de merda mascarando essa betice com GPs. Gastava quase todo meu salário com isso e não aportava praticamente nada. Além disso minha vida permanecia vazia, sem divertimentos e sem destaque social. Foi quando um amigo me chamou para ir em uma cidadezinha na casa de um parente dele e naquele momento despertou em mim um sentimento de alegria, prazer e satisfação. Via pessoas que ganham bem menos do que eu com garotas melhores do que as que eu pegava. Caras mais felizes do que eu bebendo e se divertindo no bar, repleto de amigos em sua volta. Casas boas com valores para compra inferiores a kitinets de merda na cidade grande.

Foi quando o sentimento feudal aflorou e tomou conta de minha mente.

Continua na parte 2 depois.


quarta-feira, 25 de setembro de 2013
DE BETA DE MERDA A SENHOR FEUDAL: COMO FOI MINHA MUDANÇA DE VIDA... (PARTE 2)

Rapaziada, como estava dizendo na parte 1, minha vida na cidade grande era um lixo, perambulava pelas ruas da cidade em uma imensa tristeza e sentimento de vazio existencial, nada tinha graça ou sentido. Como conseguia enxergar o mundo de fora da matrix, percebia que nas grandes cidades tudo era destinado na verdade aos alfas e tudo era feito para eles. Nós betas éramos apenas meros expectadores do sucesso dos alfas e fazíamos o papel de cachorro olhando os frangos nas vitrines da frangolândia, pois somente é permitido a um beta olhar as mulheres lindas e gostosas, sendo totalmente impossível conseguir desfrutar de algum prazer com elas. Na verdade, os betas apenas fomentam e fazem plateia para as luxurias e diversões dos alfas.

Quando tive contato com a cidadezinha percebi que naquele local minha vida poderia mudar da água para o vinho, pois ali eu poderia inverter a situação a meu favor. Com meu cargo conquistado através de concurso público e com meu salário excelente para aquela localidade eu poderia ter grande status social, ser respeitado pela sociedade é ser visível às garotas gostosinhas do local. Como em um passe de mágica, um beta escroto de merda poderia se tornar um alfa e desfrutar de todas as benesses dessa posição social. Além disso vi que poderia me sentir mais feliz devido à alta qualidade de vida que poderia ter na cidadezinha, ficando longe da nefasta e ridícula cidade grande. Outro ponto importante é a sensação de liberdade que sentia na cidadezinha e com isso passei a fazer as pesquisas iniciais para fincar minhas estacas no que chamo carinhosamente de meu feudo.



Pesquisando os preços de variados bens, serviços e produtos na cidadezinha vi que estava fazendo a melhor escolha de toda minha vida, visto que as coisas eram bem mais baratas que na cidade grande. Comprei a vista uma casa ótima com um belo quintal e fiz no pavimento de cima um quarto fodão, com suíte top e banheira de hidromassagem. Na cidadezinha só minha casa e a de um outro cara que tem uns 60 anos tem hidromassagem. Começava aí a surgir o senhor feudal Roger, que aos poucos foi conquistando a simpatia e respeito da população. Os valores dos serviços na cidadezinha eram irrisórios, muito barato mesmo. Na cidade grande uma faxina não sai por menos de 100 reais e ainda tem que pagar a condução de ida e volta. Na cidadezinha uma faxina sai por 15 reais. O dia de um pedreiro da cidade grande sai por 120 a 150 reais. Na cidadezinha sai por 50 a 60 reais. O comércio entrega tudo na sua porta em questão de minutos e não cobra nada a mais por isso, tudo você pode colocar na conta, TUDO. A relação de confiança é muito grande e você pode andar pela cidadezinha sem dinheiro no bolso e mesmo assim consegue comprar tudo que quiser. Os serviços públicos são bem superiores aos das grandes cidades, você tem acesso direto a elite política, que te trata com respeito e seu voto tem um peso grande nas eleições, coisa que não acontece nos grandes centros, onde você é apenas mais 1 na multidão.

Se engana quem pensa que minha mudança para a cidadezinha se deu exclusivamente pelas mulheres. Realmente esse quesito é muito importante, pois um homem só se sente plenamente satisfeito quando sente que é pelo menos visto pelas mulheres bonitas. Porém a respeitabilidade que se tem em uma cidade pequena é algo muito atrativo e que faz você se sentir mais feliz. Caminhar na cidade e ver o prefeito atravessando a rua simplesmente para lhe cumprimentar é algo que gera sensação de bem-estar social e sentimento de importância na sociedade. Passar de carro e ver as pessoas nas portas de suas casas sorrindo para você e dando um "bom dia, boa tarde, boa noite", algumas até se levantando para acenar para você é algo inacreditável para um ex beta lixo de merda na cidade grande. Entrar no bar e ver que o pessoal ficou eufórico com a sua chegada, indo ao seu encontro para um aperto de mão e um abraço é algo indescritível para um bosta sofredor das grandes cidades.

Quanto as garotas gostosinhas é claro que teve um peso grande o fato de conseguir ser visto por elas, coisa que jamais aconteceria na cidade grande. Ser encarado como um alfa pelas mulheres é uma sensação muito boa. Poder pegar mulheres bonitas e ver elas se esforçando para continuar com você é muito bom para o ego. Não precisar ficar no deserto sexual por meses ou anos e nunca mais precisar pegar FGV é algo que faz muito bem para um homem.




Enfim, não foi por apenas um fator que me mudei para a cidadezinha e sim pelo conjunto dos fatores, ou seja, pelo custo benefício imensamente maior do que ficar apenas sofrendo e batendo palmas como um babaca para o sucesso dos alfas das grandes cidades e pegando apenas FGVs.

É preciso fazer a escolha entre as grandes cidades e as cidades pequenas.

PREFIRO SER CAOLHO EM TERRA DE CEGOS NA CIDADEZINHA DO QUE MERO EXPECTADOR DO SUCESSO DOS ALFAS NAS GRANDES CIDADES.

Abraços,
ROGER.


sexta-feira, 27 de setembro de 2013
A CULPABILIDADE DOS MANGINAS PELA DESIGUALDADE DO MERCADO SEXUAL...

Rapaziada, neste post vamos falar da culpabilidade dos manginas pela brutal disparidade do mercado sexual. Enquanto para as mulheres basta existir e ser pelo menos mediana para arrasar corações masculinos, gerando fortes desejos sexuais e amorosos nos homens, para o sexo masculino as exigências beiram a loucura, pois o cara precisa ser ao menos mediano de rosto, ter um corpo legal, ter grana, ter status, ser inteligente e isso tudo para com muito suor pegar algumas medianas nos grandes centros. Mas porque isso acontece? Se existem mais mulheres do que homens não deveria ser o contrário? A resposta para essa desproporção absurda no mercado sexual está na existência nefasta dos MANGINAS. Isso mesmo, a culpa dessa desigualdade é toda dos manginas e não das próprias mulheres.



Diariamente vemos homens se humilhando por mulheres medianas e sub medianas, tratando as tops como deusas, enquanto essas fazem sexo de extrema qualidade com os cafas e alfas físicos e financeiros, que as desprezam de forma violenta e mesmo assim são os preferidos delas. Enquanto os manginas fazem papel de arame liso, ou seja, apenas cercam, mas não machucam, os alfas são verdadeiros arames farpados que detonam as mulheres. 80% das mulheres ficam sonhando com os alfas e apenas usam os betas manginas como amiguinhos e escravos. Isso acontece desde o colegial. Os homens ditos românticos, acabam por elevar a cotação das mulheres nas nuvens, sendo que estas se sentem seres muito superiores e fazem exigências cada vez mais absurdas para seus parceiros do sexo oposto.




Existem homens que mandam flores, diversas mensagens diariamente, isso sem ao menos ter dado um beijo na garota. Enquanto isso basta um gesto do alfa para elas caírem em seus braços de forma muito fácil. A própria matrix envia comandos para os betas continuarem manginando, elevando o ego das mulheres com a finalidade única de prestigiar os alfas, que estão no top da cadeia alimentar sexual e fazem muito pouco esforço para conseguirem obter prazer violentos com as mulheres mais bonitas e gostosas. Enquanto isso os betas vivem toando punheta pensando naquela mediana que já rodou de forma brutal na pica dos alfas que a descartaram. Após a humilhação do descarte dos alfas de forma impiedosa e com a velhice se aproximando essas mulheres começam a caçar os betas manginas, com exigências absurdas, dando sexo de péssima qualidade e sugando o beta violentamente até a última gota de sangue. Algumas já são mães solteiras com filhos de cafas e jogam toda a responsabilidade nas costas do beta mangina, que ainda manda flores e é extremamente romântico e com a sensação de uma pseudo felicdade totalmente cego pela terrível matrix.



Não raro vemos e ou ouvimos notícias de manginas sofrendo e chorando por mulheres que rodaram nas varas de alfas e foram brutalmente descartadas, mas que fazem joguinhos sentimentais com esses betas manginas na tentativa de posarem de difíceis, santinhas e pouco rodadas. O problema é que na mente dos alfas passa sempre a imagem daquela mulher cavalgando fortemente neles e a lembranças de fortes socadas com jatos violentos de porra em suas caras e bocas. Enquanto isso o beta mangina desfila com essa mesma mulher pagando de feliz, enquanto os alfas ficam rindo e relembrando em bom tom tudo o que fizeram com aquela mulher.

Enfim, a culpa da desigualdade do mercado sexual reside basicamente na existência de desonra dos manginas e não propriamente nas mulheres. Se não existissem os manginas, o acesso a mulher seria consideravelmente mais fácil.

HIPERGAMIA + EXISTÊNCIA DO MANGINAS = DESERTO SEXUAL DOS BETAS.

Abraços,
ROGER.


segunda-feira, 7 de outubro de 2013
ATUALIZAÇÃO DOS ACONTECIMENTOS FEUDAIS!!

Rapaziada, considerando os pedidos feitos nos comentários dos outros tópicos, vou dedicar essa postagem exclusivamente aos acontecimentos feudais nos últimos dias/semanas.

Bem, continuo tendo uma vida maravilhosa na cidadezinha, com muitos amigos, bastante cerveja gelada em casa e no bar, alta respeitabilidade social e sendo destacado entre as mulheres. Estou começando a colocar em prática alguns projetos mais antigos, visando ter mais status social e maior rentabilidade financeiramente falando. Então vamos lá por pontos principais:

1- VIDA SOCIAL:
Continuo mantendo o status de senhor feudal na sociedade, tendo bastante destaque social entre homens e mulheres. Continuo frequentando o bar, onde consigo saber de todas as novidades da cidade, como novos moradores, visitantes, profissionais que atualmente estão na cidade, etc. É no bar (que também é uma pseudo lanchonete) que surgem as informações mais preciosas que preciso para continuar com a hegemonia feudal e onde faço um social com a galera e fico com fama de gente boa e humilde. Continuo tendo prestígio no meio político da cidade, sendo que fui convidado a me filiar no partido do atual prefeito, assim estaria apto a concorrer nas próximas eleições municipais caso houvesse interesse. Alguns falam que ganho para vereador com extrema facilidade, já outros clamam para que eu faça uma dobradinha com o indicado pelo prefeito e concorra a vice-prefeito. Ainda não pensei muito sobre isso, mas fica a possibilidade caso eu me filie ao partido da situação.

2- VIDA FINANCEIRA:
Permaneço tendo uma vida financeira excelente comparada com os gastos absurdos e desnecessários que tinha na cidade grande. A diferença é que aqui gastando pouco sou alfa e lá gastando muito era um beta de merda. Estou conseguindo aportar cerca de 6k mensais e levando uma vida muito boa, com muito conforto e satisfação pessoal.

Um amigo daqui que tem muitas terras me convidou para fazer uma parceria na criação de gado de corte. Eu entraria com 50% de todo e qualquer capital investido e ele com a mesma porcentagem. Mas na hora de dividir os lucros seria 60% pra ele e 40% pra mim, visto que as terras são dele. Achei interessante a proposta e estou propenso a aceitá-la. Pensamos em comprar inicialmente 400 cabeças de gado (bezerros logo após o desmame) e começarmos a tocar o investimento. Isso aumentaria ainda mais meu status social, além de uma rentabilidade muito superior a longo prazo do que se o dinheiro estivesse no banco. Tenho condições de comprar à vista os 200 bezerros e ele comprar os outros 200. Estou trabalhando e pesquisando ainda sobre esse projeto, mas creio que devo tentar, pois tenho grana sobrando todo mês e esse empreendimento seria uma ótima oportunidade de crescimento fora do setor público.



3- VIDA AFETIVA:
Continuo com a minha gostosinha da mercearia, obtendo sexo de extrema qualidade, sem exigências mirabolantes como as garotas das grandes cidades fazem, tendo muito carinho por parte dela e sendo o senhor da relação. Noto que é nítido no rosto dela o medo de me perder a cada encontro e conversa e isso apimenta na hora do sexo, porque ela tenta se superar a cada encontro, fazendo tudo que eu quero com boa vontade e me fornecendo algo que jamais teria em uma cidade grande. Além do mais o nível de beleza dela é algo inconcebível para mim em grandes cidades. Uma garota do nível dela nos grandes centros só fica com os alfas ultra fodões. Sei que nunca pegaria uma garota bonita e gostosa como ela em uma cidade grande.

Faz uns 5 ou 6 dias ela disse que eu era um cara muito especial, que a fazia muito feliz e que sentia por mim algo que jamais havia sentido por outra pessoa. Ela manda mensagens para mim falando que me adora e que esta pensando em mim, mesmo eu não respondendo a maioria ou respondendo de forma, às vezes, até um pouco arrogante. Incrível como eu fazendo tão pouco, recebo tanto dessa gostosinha. Sei que há a hipergamia agindo de forma absurdamente violenta dentro de sua mente, mas que se foda, eu estou mandando muito bem e isso é o que importa. Um dia brinquei com ela dizendo que se a gente morasse junto iríamos ter um certo tipo de vida e uma rotina tal. Ela respondeu que seria a mulher mais feliz do mundo. Isso me faz sempre refletir em como foi acertada a minha decisão de sair da cidade grande nojenta para viver as maravilhas da cidadezinha.



Tem hora que é foda saber que a gostosinha da mercearia trabalha 8 horas por dia em uma mercearia de merda, para ganhar 700 reais mensais. Dá vontade de falar para ela sair, confesso que dá vontade de falar isso pra ela e mostrar o tão monstruoso que é o mundo da matrix. Mas como sei que daqui uns meses vou terminar com ela para buscar novas aventuras deixo as coisas como estão. Mas tenho pena dela às vezes. A matrix maltrata as pessoas e fazem elas se contentarem com muito pouco. Uma garota linda como a gostosinha da mercearia, trabalhando 8 horas diárias para ganhar 700 contos, isso é realmente foda.

Abraços.
Roger.


sexta-feira, 18 de outubro de 2013
ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE O BLOG E A COMPATIBILIDADE COM A VIDA FEUDAL

Rapaziada, preciso explicar algumas coisas para vocês e depois fazer algumas considerações sobre o blog. Inicialmente comecei a deletar o blog por completo, visto que não estava tendo tempo de fazer as atualizações necessárias, nem mesmo responder os comentários. Com isso ocorria uma chuva de postagens de trolls e haters e como não tinha tempo para moderar o blog, essas postagens acabavam por desvirtuar o blog sem nenhuma atitude de minha parte. Com isso muito amigos pediam a moderação e as atualizações dos acontecimentos da vida feudal e de algumas dicas sobre diversos assuntos cotidianos. Sem tempo não podia dar a atenção necessária ao blog e daí surgiu a decisão de acabar com o mesmo.

Acontece que durante o processo de deletar o blog por completo, senti que não seria justo com os amigos que acompanham o blog uma saída sem nenhuma despedida. Assim, resolvi fazer um post de despedida, antes do encerramento total do blog. Hoje quando entrei para ripar o blog por completo, me surpreendi com mais de 50 comentários no post de encerramento, mesmo tendo apenas 2 dias dessa postagem. Percebi que o blog vem ajudando alguns amigos a mudarem a forma de pensar a respeito do futuro e a terem esperanças de dias melhores. ISSO, POR SI SÓ, JÁ SERIA UM MOTIVO PARA A RETOMADA DO BLOG E A CONSEQUENTE REVOGAÇÃO DA DECISÃO DE ENCERRAMENTO DO MESMO.

Todavia, percebo que nos últimos dias, venho sofrendo diversos ataques da matrix em forma de comandos. Comandos esses que me fazem querer parar de ajudar os betas a terem esperanças e a não revelar em todos os detalhes a forma de sair da matrix, ou ao menos, usar a matrix contra ela mesmo. Esses comandos me forçam a ter pena de mulheres bonitas trabalhadoras e a não ter qualquer compaixão com os homens que também trabalham duramente de sol a sol. Alguns amigos do blog tiraram a venda de meus olhos e me mostraram que essa pena era comando da matrix e que eu poderia me afundar nela novamente se mantivesse esses pensamentos. Isso é apenas alguns casos de ataques da matrix que venho sofrendo ultimamente. Talvez o pior ataque seria o de aceitar um cargo de chefia em meu trabalho e ter que trabalhar de seg a sexta no expediente na cidade grande, perdendo assim a tranquilidade que a escala de 24x72 proporciona. Aceitar essa chefia, poderia colocar em risco minha qualidade de vida e comprometer minha vida social na cidadezinha a troco de um fantasioso poder e aumento de salário na cidade grande.

PORTANTO, EU DIGO NÃO A MATRIX.
DIGO NÃO AOS SEUS COMANDOS.
DIGO NÃO A NEFASTA CHEFIA NA CIDADE GRANDE QUE A MATRIX ME OFERECE.
        
Como golpe final a matrix me diz que estou começando a ficar velho e que deveria pensar em ter uma família e a me render a sensualidade, extrema beleza e carícias emocionais que venho sendo golpeado a todo dia e instante pela GM.

MAIS UMA VEZ DIGO NÃO PORRA!!!

Velho é o caralho, ainda sou novo, cheio de vida e gás. Não vou me prender a ninguém e voltar a ser um escravo matrixiano.

A matrix é tão astuciosa que tentou fazer uma dobradinha, aliando um possível relacionamento sério, como noivado por exemplo, enviando comandos através de representantes políticos locais e me dando em troca a garantia de êxito em eventuais candidaturas a cargos do mais alto escalão da Administração municipal. Esses comandos partiram da boca de um alto representante político local alegando que seria importante eu ter um relacionamento estável para me fortalecer ainda mais politicamente falando.

De novo EU DIGO:



Assim, eu nego a volta à matrix. Nego voltar a ser fantoche de seus comandos que só trazem sofrimento e ilusões. DECLARO OFICIALMENTE REVISTA A DECISÃO DE ENCERRAMENTO DO BLOG PARA DECLARÁ-LO NOVAMENTE EM ATIVIDADE.

Peço aos demais amigos que por ventura retiraram o blog de suas listas de favoritos, que o coloquem novamente, para que o mesmo possa ser lido por mais pessoas que atualmente estão sofrendo com a cegueira imposta pela matrix.

Peço encarecidamente aos amigos que acompanham o blog um pouco de paciência no que diz respeito a atualizações e moderações dos comentários. Quanto aos comentários, afirmo que comentários oriundos de haters ou que incitem o haterismo, seja de qual forma for, serão violentamente deletados sem explicações futuras de qualquer natureza.

Daqui pra frente vou tentar fazer posts mais sucintos e mais vezes na semana, independente do número de comentários do post anterior. Então vamos em frente.

SEGUE O BLOG, SEGUE A VIDA FEUDAL E FODA-SE A MATRIX.

Abraços.
ROGER. EL SF.


quinta-feira, 24 de outubro de 2013
COMANDOS DA MATRIX: A ÁRDUA LUTA DOS BETAS PARA VENCER E SAIR DA MERDA.

Rapaziada, nos comentários do post anterior percebi que a matrix enviou comandos a todo momento, comandos esses que incitavam os betas a se manterem na posição de "conforto", ou seja, na posição de desânimo e com pensamentos derrotistas, principalmente quanto ao assunto concursos públicos. Chegaram a dizer que os aprovados em bons concursos públicos e até em concursos para cargos sub medianos eram gênios e que pessoas normais jamais passariam em concursos. Já fiz um post mandando a real sobre concursos públicos, quem teve a oportunidade de ler deve se lembrar.

Na verdade, os derrotados tentam passar a imagem de que você também será apenas mais um derrotado e chamam os vencedores de gênios, na imunda tentativa de fazer você acreditar que não é capaz de lograr êxito em concursos públicos. Dizem que você perde muito tempo estudando, que enquanto estuda está perdendo a vida. Mas que vida caralho? Sendo um beta e sem dinheiro você já não tem vida porra. Então estudando você está justamente é procurando ter uma vida, isso sim. Tenho a dizer aos senhores que esse papo de que só passa em concurso público quem é gênio é PURA MENTIRA E UM NEFASTO COMANDO DA MATRIX.  Você não deve ser uma pessoa desanimada com o estudo.



Eu já fui aprovado em 3 concursos públicos e sou um grande mediano, essa é a verdade. Nunca fui gênio em porra nenhuma. Na verdade, eu era é um grande merda em vários aspectos sociais. Mas vi que a única forma de sair da merda e do terrível e assombroso deserto sexual era passar em concurso público porque até pra pegar FGV estava foda meus amigos. Posso garantir aos senhores que se você estudar com afinco, disciplina e sem desistir pelo meio do caminho você certamente será aprovado em algum concurso. Você pode não passar em concursos que pagam 12k iniciais, mas em um que paga uns 3 ou 4k você passa com certeza. Vão dizer que 3k é pouco e blá, blá, blá, que eu ganho 10k líquidos e não sei o que é ganhar 3k, que 3k não dá pra nada, que é melhor ser carregador de caixas, etc. Meus amigos, 3 ou 4k em concurso é muito diferente de 3k na iniciativa privada e vou dizer porque abaixo:

Sendo concursado você:
- Não precisa ficar puxando saco de chefe. Servidor público só puxa saco de chefe se quiser ou for otário.
- Você jamais viverá o fantasma da demissão sem justa causa
- Você terá aumentos de salário mesmo fazendo o básico, sem precisar ficar sendo um capacho de chefes
- Seu chefe ESTÁ chefe e não É um chefe como nas empresas privadas, onde o chefe pode ser o do no da empresa ou filho do dono e será o chefe supremo pra sempre.
- Você terá progressões automáticas na carreira e provavelmente o salário final de sua careira será o dobro do salário inicial.
- Sua jornada de trabalho será em 99% das vezes muito mais tranquila e sem pressão do que os empregos privados.
- Seu emprego nunca será afetado em termos de demissão em virtude de crise mundiais de qualquer natureza ou em virtude de concorrência pública ou privada
- Você gozará de estabilidade por toda sua vida, basta não fazer merda. Nenhum chefe tetinha irá te mandar embora para colocar um parente ou uma gostosa no seu lugar.
- Você não precisará fazer horas extras sem a devida compensação de horários como ocorre com frequência na iniciativa privada.
- Você pode até se fuder por 1 ,2 ou 3 anos estudando, mas depois você passará 30 anos e mais a aposentadoria com tranquilidade e estabilidade.

Ainda há inúmeros outros motivos para você se dedicar aos concursos púbicos com seriedade e poderia ficar aqui falando por horas sobre as vantagens de ser funcionário público em relação a empregado privado. Você não deve se deixar influenciar por pessoas que tentam lhe manter na matrix e no sofrimento da vida do trabalho privado. Sei que qualquer trabalhador é um escravo moderno, pois trabalhar é ser escravo. Mas sendo servidor público você pode levar a vida com uma tranquilidade infinitamente superior aos empregados privados. Você precisa romper a barreira que te separa de uma vida melhor, mas para isso você precisa se esforçar para dar uma guinada de uma vez por todas nessa porra de vida.



Só passa em concurso público quem Só que uns precisam estudar mais que outros, mas na minha visão, 99% das pessoas são capazes de passar, desde que estudem com seriedade e sem desistir no meio do caminho.

Lembre-se: VC É CAPAZ DE PASSAR SIM E NÃO PRECISA SER NENHUM GÊNIO PORRA NENHUMA.

Abraços
ROGER - El SF.


terça-feira, 29 de outubro de 2013
ATUALIZAÇÃO FINANCEIRA OUTUBRO

Rapaziada, vou começar a postar mensalmente agora o valor de meu patrimônio financeiro, excluindo casa, carro e motos, visando participar do Ranking do pobretão. Deixo claro que comecei a ter como objetivo chegar ao milhão também, mas meu dinheiro precisa estar em aplicações ultra conservadoras, pois preciso ter a grana em mãos caso surja a oportunidade de empreender. Mas no momento o objetivo é o caminho do milhão para estabilizar de vez a supremacia feudal.

JUNHO        R$ 68.304
JULHO        R$ 74.614
AGOSTO     R$ 80.970
SETEMBRO R$ 87.360
OUTUBRO   R$ 93.841

Abraços.
ROGER - El SF.


quarta-feira, 6 de novembro de 2013
ATUALIZAÇÃO DA VIDA FEUDAL: COMO FOI A VIAGEM À PRAIA...

Rapaziada, como havia prometido anteriormente, vou repassar aos amigos que acompanham o blog como foi, o que aconteceu e minhas conclusões sobre o passeio na praia com a gostosinha da mercearia (GM). Cabe salientar que essa viagem não estava marcada com muita antecedência, pois somente na quinta feira a noite e depois de alguns pensamentos a respeito da teoria feudal é que resolvi fazer esse passeio e levar comigo a GM.

Quando fiz o convite do passeio para a GM, fiquei surpreso com a euforia dela, parecia que havia feito um convite para irmos passear nas ilhas gregas. A alegria dela era contagiante, mais uma vez comprovando a mim mesmo que não adianta se relacionar com pessoas de níveis financeiros muito altos ou pessoas que estão acostumadas a coisas muito caras. Um convite nesses termos feitos a uma mediana na cidade grande não seria encarado da mesma forma, seria apenas algo corriqueiro, sem muitas emoções e visto como algo normal. Nem vou dizer como seria se fizesse esse convite a uma top na cidade grande, pois nem conseguiria fazer o convite devido ao fato de ser abruptamente desprezado por ela desde sempre e para piorar essas garotas tops de cidade grande recebem é convites internacionais de alfas financeiros, podem apostar nisso. Haja grana para se destacar entre essas tops de cidade grande.



Pois bem, vamos ao que interessa: Fiz a viagem em meu focus 2.0 automático, viagem essa agradável, vendo a felicidade da GM estampada em seu rosto lindo, recebendo palavras doces durante o trajeto e me sentindo um cara fodão durante toda a viagem. Chegando lá fomos para o hotel que havia reservado, um bom hotel, mas nada de extravagante. Pensei em fazer um sexo selvagem logo ali, pois sentia que tinha o domínio total da situação e seria prontamente correspondido. Mas me controlei e queria ter gás suficiente para curtir a praia e desfilar com a minha gostosinha, esfregando na cara de alfas físicos e/ ou financeiros que estava com uma mulher melhor do que a deles, me sentindo um alfa supremo e apagando de minha memória um passado sombrio e triste de beta de merda e punheteiro.

A GM rapidamente foi colocar o biquíni e ficou maravilhosa, muito gostosa. Por isso que falo para vocês que a beleza natural é muito importante, porque em uma situação dessas não tem como ficar colocando roupa top e maquiagens para disfarçar. Fui a caminho da praia com a GM me sentindo um cara foda. Na praia, sentamos naquelas mesinhas e cadeiras que ficam por lá, onde você deve consumir nas barracas de seus proprietários. Pedi o cardápio e a GM logo soltou uma: "Nossa Roger, como as coisas são caras aqui hein?". Eu disse que era assim mesmo, que a gente estava passeando e que era para ela não se preocupar com isso. Pedi umas cervejas e camarão. A GM era pura felicidade e simpatia. Após algumas cervejas comecei a ter alguns flashbacks de quando ia à praia sozinho, em uma eterna solidão, sem mulher, sem expectativa de sexo, sem esperanças, onde apenas a tristeza e o vazio eram meus companheiros. Passou por minha cabeça todas as humilhações que já sofri na praia, vendo alfas bombadões e/ou ricos desfilando com suas garotas deliciosas, sorrindo por tudo e para todos, me lembrei que tinha que gravar bem na mente a imagem daquelas gostosas, pois a única alternativa que tinha era ter uma boa imagem delas no cérebro para uma punheta eufórica antes de ir dormir sozinho e desiludido. Rapidamente afastei esses pensamentos escrotos de minha mente e voltei a realidade, pois havia dado a volta por cima e precisava desfilar com a minha gostosinha para sentir o que os alfas sentiam quando eu era um merda.



Já com a sensação boa do álcool na mente (bebi de forma moderada), chamei a GM para dar um passeio na orla, aquelas caminhadas que você vai próximo ao mar, com a água batendo nos pés quando a onda vem. Ela quis colocar a canga (acho que é esse o nome daquele tecido que as mulheres usam como saia quando entram e saem da praia) e eu disse que era para ela não colocar, para ir sem nada mesmo, pra gente ir tomando um sol e blá, blá, blá. Mas na verdade queria era que todos pudessem ver o corpo dela todo mesmo, ver como eu estava com uma garota gostosa e bonita e pensassem como eu pensava quando via algo parecido. Eles deviam pensar: "PORRA QUE MENINA GOSTOSA, ESSE CARA DEVE SER MUITO RICO, DEVE SER MUITO FODA PARA ESTA GAROTA ESTAR COM ELE. O QUE SERÁ QUE ELE FAZ? O QUE SERÁ QUE ELE TEM DE ESPECIAL PARA CONSEGUIR PEGAR UMA MULHER DESSE NÍVEL?"  Fui caminhando e olhando para todos os lados, vendo que os caras estavam olhando para a GM e ficando com inveja de mim. Tinha vez que dava umas olhadas para trás e via que havia caras que tinham passado por nós e sentido contrário e estavam olhando para trás. É como se estivesse dando o troco de toda a humilhação que já havia passado ao ver diversos bombadões e ricos com mulheres inferiores a minha em termos de beleza de rosto e de corpo. Entramos no mar, experimentei a sensação de ser bem tratado no mar por uma mulher bonita, obtive muitos abraços e beijinhos. A sensação de alfa fodão tomava conta do meu ser.

Continuamos na praia, desfrutando de todos os prazeres oriundos daquele local, a GM era a felicidade em pessoa, parecia não se importar com as outras pessoas, pois sabia que a realidade dela era eu e a mim eram direcionadas palavras de afeto e de carinho. O fato dela já ter humilhado um alfa físico na cidadezinha me trazia tranquilidade e sabia que o poder feudal era meu aliado. Fomos embora, tomamos banho juntos, sexo de extrema qualidade, era o senhor da relação, TODOS os meus desejos sexuais eram atendidos de boa vontade, fazendo valer cada centavo gasto naquela viagem e me trazendo a certeza de forma absoluta que a minha decisão de viver na cidadezinha havia sido extremamente acertada.  A noite saímos e fomos a um restaurante, chopp bem gelado, altamente desgastado em virtude do sexo selvagem, sensação boa de chegar e estar em um local com uma garota bonita, petiscos maneiros e as mulheres de lá e os homens pensando que eu era um alfa fodão. A volta para a cidadezinha depois foi muito tranquila, a GM extremamente feliz e agradecida pelo passeio e eu com a emocionante sensação de ter experimentado a ida na praia com status de alfa fodão pegador.



Poderia ficar aqui escrevendo por horas e contando passo a passo sobre a viagem, mas o post já está muito extenso e pode ficar cansativo para os leitores, então vou encerrando por aqui a descrição sobre o passeio. Lembro mais uma vez que comentários de haters, comentários que incitem o haterismo e comentários que ataquem blogueiros amigos serão deletados de forma brutal e sem qualquer piedade, não havendo qualquer réplica ou algo do tipo.

Abraços,
ROGER - El SF.


quarta-feira, 10 de novembro de 2013
ACONTECIMENTO FEUDAL: ATÉ ONDE VAI O MARAVILHOSO PODER DO DESTAQUE SOCIAL?

Rapaziada, andei lendo os comentários dos leitores do blog e andei pensando muito sobre alguns pontos ali abordados. Um ponto que me chamou a atenção é quanto aos sentimentos e intenções da GM. Antes de debruçarmos sobre qualquer assunto relativo a isso, precisamos analisar que ela tem 20 anos, é bonita de rosto e gostosa. Assim, podemos dizer que ela é uma mulher alfa física e logicamente há centenas de homens a desejando na cidadezinha. Ela está no auge da sua beleza natural e isso a coloca em uma posição confortável no "mercado afetivo". Óbvio que poucos homens chegavam nela antes de mim, pois é nítido que homens têm medo de chegar em mulheres bonitas e gostosas, pois as chances de rejeição beiram os 99,99% caso eles não sejam muito destacados em algum aspecto. O fato da GM ter humilhado um alfa físico da cidade (cara bombado e de rosto bem apresentável) a colocou em um pedestal na cidadezinha, onde ela ganhou fama de metida e super exigente. Já disse aos amigos que esse alfa físico mangina chegou a escrever cartinha de amor para ela, sendo que foi humilhado e desprezado de forma dantesca por ela, fato que a cidadezinha toda tomou conhecimento. A proporção de beleza entre eu e esse alfa físico gira nos seguintes termos: Se ele é nota 9, eu sou nota 4. Na própria cidadezinha devem haver mais de 100 homens mais bonitos do que eu e que gostariam de estar com a GM.



Digamos que se chegarmos em uma balada eu e esse cara que trabalha em uma lan house e ninguém conhecer a gente, ele pegaria 5 mulheres diferentes ou mais enquanto eu estaria lutando de forma brutal e incansável por alguma FGV. Reconheço e admito que em termos de físico e beleza esse cara da lan house me humilha, tanto no aspecto físico, como de rosto, como de idade mais jovial. Esse fato gerou enormes inseguranças em mim no momento da chegada na GM, como relatei aos amigos detalhadamente anteriormente, tanto que usei a tática do desprezo gigantesco por ela inicialmente, pois os fantasmas dos tempos de beta insistiam em me assombrar a todo momento, dizendo que seria rejeitado de forma avassaladora caso investisse nela de forma direta logo no início. Com isso, um dia desses estava pensando e cheguei à seguinte conclusão: A GM praticamente encerrou sua vida afetiva na cidadezinha depois desse evento com o alfa físico e após o fim do nosso relacionamento. Qual o homem terá coragem de chegar em uma garota que desprezou um alfa físico e já se relacionou com o senhor feudal da cidade? A impressão que dá é que nada será o bastante para ela depois disso e que nenhum cara da cidade terá a audácia de chegar nela. Gostaria da opinião dos amigos mais sensatos do blog sobre isso.

Ontem a GM dormiu aqui na minha casa. Acordou logo cedo e enquanto eu estava tomando banho ela preparou um café da manhã maneiro para nós. Impressionante como as mulheres (sei que não são todas e estou falando das daqui da cidadezinha) conseguem ter criatividade ao lidar com os alimentos e prepará-los com rapidez e eficiência. Pois bem, já estava combinado com um camarada de fazer umas trilhas de moto hoje pela manhã. Fomos para a trilha e a GM ficou na minha casa pois tínhamos combinado de almoçarmos hoje juntos. Ao voltar, todo sujo de lama da trilha, tirei a roupa, coloquei um short e fui lavar a moto. Quando terminei a GM já tinha tirado o excesso de lama da roupa e já tinha colocado ela na máquina de levar, MESMO SEM EU PEDIR NADA, PQ TENHO UMA PESSOA QUE LAVA AS MINHAS ROUPAS. Fui tomar banho, quando entro no quarto o mesmo estava todo arrumado, com roupas de cama limpas e bem estendidas na cama (nunca arrumo minha cama).  Tomei meu banho e desci para a cozinha para almoçar. A GM tinha preparado uma comidinha caseira super gostosa (ela cozinha bem pra caralho), parecia estar feliz em me servir, era puro sorriso e simpatia para mim. Faz cerca de 2 horas ela foi embora para a sua casa e deixou a cozinha toda arrumada, a comida preparada para eu esquentar a noite caso queira jantar e minha roupa de trilha toda lavada e secando no varal.



Duas indagações se fazem importantes sobre a análise desses fatos meus caros amigos leitores do blog.

1- Será que mesmo com destaque social eu conseguiria alguma garota com essa disposição na cidade grande?

2- Até onde vai o maravilhoso poder do destaque social?

Também estou pensando nessas indagações e não vou respondê-las por agora, deixando os senhores refletirem sobre isso nesse momento.

Lembro que não há qualquer possibilidade de casamento, morar junto e afins, pois já sofri muito quando beta escroto de merda. Não tenho vontade de ter filhos, família, etc. A liberdade é a melhor companheira para um senhor feudal, então não adianta falar que vou casar, que a GM me fisgou, etc. São apenas indagações e passo a bola aos senhores nesse momento.

Abraços.
ROGER - El SF.


sexta-feira, 15 de novembro de 2013
ACONTECIMENTO FEUDAL: AS LÁGRIMAS DE UM BETA DIANTE DO ALFA LOCAL.

Rapaziada, o blog segue a todo vapor, independentemente da moderação e da já esperada queda nos comentários. Um usuário sugeriu a retirada da moderação alegando que no último post sobre a minha viagem à praia haviam mais de 250 comentários, fora os diversos que apaguei. Gerando assim cerca de 300 comentários em uns 3 ou 4 dias de post no ar. Realmente o debate estava com muita audiência, mas os odiadores acabam estragando tudo e por isso fui obrigado a estabelecer a moderação para manter o pulso do blog feudal pulsando. Bem, vamos ao que interessa.

Fiquei no bar de ontem pra hoje por muito tempo, faz poucas horas que voltei pra casa. Show de destaque social, muitas pessoas em volta de mim e puxando o meu saco, sensação boa de super destaque social e com isso notei olhares de garotas bonitas para aquela situação. Mas nem tudo são flores. Meu camarada, o já conhecido de vocês "MC" teve um ataque de profunda tristeza, humilhação e total angústia devido ao fato de estar afundado na matrix e a desigualdade e frieza social a que estão submetidos os betas. O MC perdeu seu emprego, onde ganhava mais ou menos uns 750 reais. Com essa irrisória quantia mensal é óbvio que ele não tem nada guardado e tinha em sua carteira uns 18 reais apenas. Isso mesmo, ele tinha uns 18 reais para passar o mês e os demais dias enquanto não arruma outro emprego ou um bico. Bebemos pra caralho, sei que ele tinha isso na carteira pois no final ele quis me dar a grana toda como forma de ajudar a pagar a conta. Claro que não aceitei e nem eu paguei nada na hora, visto que tenho "conta" no bar e só pago uma vez por mês.



Diante de tal situação, um tanto humilhante para o MC e gerando imensa pena dele em mim, um fato trágico do ponto de vista social aconteceu. O MC começou a entrar em prantos, chorando pra caralho mesmo, falando mal da vida e me abraçando diante de algumas pessoas que ainda estavam no bar. Ele dizia palavras como: PORRA ROGER, AINDA BEM QUE TENHO VC CARA, QUE É MEU AMIGO DE VERDADE. MINHA NAMORADA TÁ QUERENDO TERMINAR COMIGO, EU GOSTO DELA CARA, ME AJUDA. FALA COM ELA PRA MIM ROGER, VC ELA ESCUTA, TENHO CERTEZA QUE VC FALANDO ELA VAI CONTINUAR COMIGO CARA. OBRIGADO POR ME AJUDAR E DEIXAR EU ME DIVERTIR COM VC. EU SEI QUE VC COMPROU AQUELA MOTO (uma moto velha que tenho de trilha) PRA PODER DEIXAR A GENTE (amigos da cidadezinha, mas 80% das vezes quem anda é o MC) ANDAR CONTIGO.

Se não bastasse toda a situação, o MC ainda me abraçando chamou para si a atenção de todos que estavam no bar, inclusive o dono e começou a dizer em voz BEM ALTA dizeres do tipo: ESTÃO VENDO ESSE CARA AQUI? ELE É O CARA MAIS GENTE FINA DA CIDADE, ESSE CARA É PARCEIRO E NÃO DEIXA OS AMIGOS NA MÃO. ELE PAGA AS COISAS DIRETO PRA MIM, NEM MEU PAI OU IRMÃO FAZEM O QUE ESSE CARA FAZ PRA MIM. MEXEU COM ELE, MEXEU COMIGO, EU FAÇO O QUE ELE QUISER. ESSE É PARCEIRAÇO MESMO.



Como eu também estava muito bêbado não tinha muita ação e apenas ficava concordando com ele com gestos de cabeça. As outras pessoas e o dono do bar foram acalmando ele, pegaram água para ele beber e jogaram um pouco na sua cabeça. Eu estava a pé e pedi para um outro cara levá-lo para casa. Depois peguei uns salgados e um refrigerante para comer em casa e comecei a pensar em toda a situação. O que posso fazer para ajudar o MC? Será que devo ir falar com a namorada gorda dele para continuar com ele? Devo tentar tirá-lo da matrix? Mas como, visto que a matrix exala seu veneno pelos poros dele. Posso para não humilhá-lo dar uns 100 reais a ele a título de empréstimo e sei que um dia ele pagará, mas isso não irá solucionar o problema, porque ele pode passar meses desempregado. A matrix destrói as pessoas sem qualquer piedade. Sinceramente, até agora, estou com pena do MC e sem saber o que fazer para aliviar, pelo menos um pouco, o violento sofrimento e terrível humilhação a que meu camarada está e foi hoje submetido. Ao mesmo tempo fico pensando em como funciona o mundo e fico divagando sobre ele e suas nuances. Centenas de alfas neste momento estão felizes e sorridentes, enquanto milhares de betas sofrem constantemente e estão altamente tristes. Preciso ajudar o MC de alguma forma e analisando minha vida e meu passado sombrio de merda escrotíssimo e triste sinto que é uma obrigação.



Enquanto o MC sofre pelo desemprego e no que deu a entender pelo quase inevitável fim do seu relacionamento com a sua namorada insensata, eu vivo uma vida sólida em termos financeiros e tenho minha GM de forma estável, sem briguinhas, sem contestações infundadas, me dando muito afeto e farto sexo de elevada qualidade. É amigos, ou saímos de vez da matrix ou ela nos engole de forma dantesca.

Abraços
ROGER - El SF.


segunda-feira, 18 de novembro de 2013
DESVIRTUAMENTO DO BLOG E A CONSEQUENTE FALTA DE INTERESSE EM CONTINUAR...

Rapaziada, foi com profundo pesar que notei que algumas pessoas tentaram jogar o blog para um lado obscuro e lançaram sobre ele diversas mentiras, mesmo este blog nunca tendo atacado quem quer que seja de forma gratuita e que não fosse como resposta a comentários que lançavam o ódio. Sempre disse que deletaria comentários que lançassem ódio contra outros blogueiros, pessoas comuns ou determinados grupos. Outro ponto importante foi, desde o início do blog, dizer que todas as fotos eram ilustrativas e retiradas de locais públicos da internet não tendo qualquer relação entre as fotos e a realidade dos fatos. Entretanto, algumas pessoas desavisadas não perceberam isso e pensam que as fotos são reais. Como disse elas são apenas ilustrativas.

Outra questão importante é o desvirtuamento que o blog vem sofrendo por haters. Tentam de forma insana associar o blog a movimentos que lançam o ódio, sendo que a intenção, desde o início foi evitar o haterismo, já tendo criado até post contra esses haters e já tendo apagado diversos comentários de ódio contra diversos grupos e pessoas. Percebo que o blog vem sendo mal interpretado, pois na realidade sua criação sempre foi para incentivar o estudo, o desenvolvimento pessoal e uma alternativa para buscar qualidade de vida.  Na minha opinião ter sucesso com as mulheres faz parte de uma boa qualidade de vida, assim como tenho certeza que as mulheres também gostam de fazer sucesso entre os homens. E não vejo nada de ruim nisso, ao contrário, trata-se de algo natural do ser humano querer sentir-se desejado. Obviamente quanto mais destaque social a pessoa tiver em suas relações sociais mais fácil se torna a concretização desse desejo. O problema é que alguns interpretam isso como algo ruim e a intenção do blog sempre foi de mostrar justamente que o desenvolvimento pessoal é algo bom. O sucesso com as mulheres é apenas uma das muitas coisas que agregam qualidade de vida a uma pessoa, ISSO NA MINHA OPINIÃO e respeito as opiniões em contrário. Jamais no decorrer deste blog ataquei qualquer movimento, mesmo não concordando com alguns posicionamentos. Nos comentários sempre foram bem vindas opiniões de homens e mulheres, ricos e pobres, feios e bonitos. Na verdade, a pluralidade de opiniões é que enriqueceriam o debate sobre temas do cotidiano, embora isso tenha, infelizmente, causado em alguns o sentimento de algo ruim ou depreciativo, mas essa não era e nunca foi a intenção do blog. No comentário que transcrevo abaixo nota-se que eu sempre repudiei ataques de ódio e que sempre fiz o possível para apagá-los quando detectados, conforme podemos verificar:

ROGER da cidadezinha10 de novembro de 2013 18:46
Os comentários dos leitores não reproduzem a minha opinião. São opiniões individuais e não quer dizer que concordo com elas. Tento na medida do possível moderar o blog para não ficar mensagens que lancem o ódio de forma indiscriminada sobre qualquer assunto ou pessoas. O ideal seria ter apenas comentários sensatos, sem qualquer ódio, apenas debatendo ideias, sem qualquer preconceito, pois no fim isso tornaria o blog melhor. Mas os haters insistem em lançar todo seu ódio e alguns comentários acabam passando batido. Mas se verificar o ódio, certamente o comentário será deletado.


Assim, fica nítido o meu repúdio aos lançadores de ódio, os chamados haters, bem como o repúdio a aqueles que nas entrelinhas incitam o haterismo. É uma pena que a ideia central do blog que é o incentivo ao estudo e desenvolvimento pessoal na busca por qualidade de vida tenha sido desvirtuada por haters e como este blog não visa qualquer interesse financeiro e é apenas uma forma de debater assuntos cotidianos diversos com os amigos, confesso que esse desvirtuamento desestimula a continuação do mesmo. Desse modo, considerando o exposto acima e considerando ainda que algumas pessoas poderiam estar se sentindo ofendidas erroneamente com alguns posts ou comentários do blog que por ventura tenham passados despercebidos, peço desculpas e reafirmo que a intenção era justamente incentivar a busca por qualidade de vida e nada além disso.

Assim, encerro o blog e qualquer semelhança dos casos narrados nos posts com a realidade não passam de mera coincidência, pois tratam-se de mera obra de ficção.

Abraços.
ROGER.


sexta-feira, 22 de novembro de 2013
FENIX: MUDANÇA NA FORMA DO BLOG PARA VIABILIZAR A CONTINUAÇÃO DO ESPAÇO FEUDAL

Rapaziada, essa semana foi bem conturbada para o blog e não houve outra alternativa a não ser o seu encerramento em virtude de desvirtuamentos que estavam acontecendo aqui por parte de haters. Pessoas estavam se sentindo ofendidas com alguns comentários de odiadores e antes que eu conseguisse tempo para apagá-los, diversas pessoas já tinham lido esses comentários impróprios, que reafirmo, jamais expressaram minha opinião e tratavam-se de comentários individuais de pessoas baixas. Agradeço os 74 comentários no post anterior, a grande maioria de apoio ao blog e pedindo a sua continuidade. Analisando melhor e tentando manter o blog em ordem e agradável, visando receber opiniões de homens e mulheres para debates sobre diversos assuntos da vida cotidiana e considerando que o blog feudal é na verdade e sempre foi FENIX, sempre ressurgindo das cinzas, baixo o seguinte DECRETO FEUDAL:



Art. 1º-  Todos os comentários do blog serão moderados antes da sua respectiva publicação, não gerando qualquer direito a qualquer pessoa de requerer os motivos da não publicação de algum comentário que for considerado ofensivo a honra, imagem e dignidade de qualquer pessoa seja de que sexo for. Com efeito, é esperado uma queda nos comentários, mas isso não interfere no objetivo primordial do blog, visto que o mesmo não tem e nunca terá qualquer interesse financeiro em relação ao total de visualizações ou comentários.

Art. 2º-  Não serão tolerados comentários que ofendam qualquer blogueiro (a), pessoas comuns ou conhecidas, nem mesmo comentários que sejam depreciativos a qualquer movimento reivindicatório, não cabendo a este blog analisar os fundamentos do movimento.

Art. 3º-  Fica estabelecido que qualquer pessoa tem o direito de requerer a exclusão de algum comentário publicado caso se sinta ofendida ou entenda que ofenda a alguma classe ou gênero de pessoas. Tal requerimento será analisado de forma imparcial e caso o comentário não seja excluído em tempo hábil significa que tal requerimento não apresentou justificativas plausíveis para o caso. Fica assegurado o direito de novo requerimento, desde que apresente nova fundamentação.

Art. 4º-  A partir deste Decreto Feudal as postagens sobre a vida particular deste blogueiro serão minimizadas para evitar eventuais interpretações distorcidas. Isto não significa que os leitores ficarão privados do conhecimento dos acontecimentos feudais, porém estes serão mais sucintos.

Art. 5º-  Fica ratificado o conteúdo do post anterior em todos os seus termos como forma de explicar qual foi o andamento do blog até a publicação deste Decreto Feudal, fazendo parte integrante deste.

Art. 6º-  Este blog participa da comunidade de finanças e do bem-estar social e tem como objetivo incentivar as pessoas a terem mais qualidade de vida, mostrando com clareza os acontecimentos da vida cotidiana e na medida do possível aportando forte na busca pelo milhão. Com isso fica estabelecido a participação no ranking de finanças dos blogueiros competidores brasileiros com atualização mensal do patrimônio feudal.

Art. 7º-  Fica vedada a participação de haters (odiadores) de qualquer natureza em todos os espaços deste blog feudal e todas as pessoas, independentemente de cor, raça, sexo, religião e afins são bem vindas neste blog e nenhuma ofensa a essas pessoas serão permitidas. Caso algum comentário ou texto passe despercebido basta o eventual ofendido proceder mediante requerimento fundamentado conforme explicado nos artigos anteriores que o comentário e/ou texto será deletado de forma sumária.

Art. 8º-  Os casos omissos serão dirimidos analisando o bom senso e a compatibilidade com o tempo da vida feudal.

Art. 9º-  Este DECRETO FEUDAL entra em vigor na data de sua publicação no blog, revogando no todo ou em parte o que dispuser em contrário.




Abraços.
ROGER - El SF.


segunda-feira, 25 de novembro de 2013
A POSSIBILIDADE DE ALFISMO DOS FORMADOS EM CURSOS SUPERIORES MENOS "BADALADOS".

Bem rapaziada, continuando mandando a real de forma brutal e sem qualquer piedade para os amigos do blog feudal, hoje vou dizer, via de regra, qual é a ÚNICA possibilidade de alfismo no futuro, de um beta de merda que se forma em um curso superior que não seja medicina ou direito (só serve se for fazer concursos). São os chamados cursos menos badalados, geralmente muito mais tranquilos de se passar no vestibular, inclusive de Universidades Federais. Talvez você esteja fazendo, ou está em vista de fazer um curso desses e esteja se sentido humilhado, rejeitado pelas mulheres, se sentindo um bosta gigante e vivendo no ostracismo. Mas EL VIÁVEL vai mostrar aos senhores que nem tudo está perdido, que existe uma luz no fim do túnel e que você pode canalizar esse sofrimento imenso a seu favor, fazendo de um limão uma limonada e no futuro se tornar um alfa fodão.

Lembro aos senhores que esses cursos menos badalados, para se tornar alfa fodástico no futuro as dicas que vou dar agora, são no longo prazo. Mas você pode estar se perguntando: Mas Roger, eu quero no curto prazo, quero ser alfa rápido. Então vou mandar a real sem dó: Você não pensou e não agiu com estratégia para isso, então se fudeu cara e só há chances de salvação da vida de bosta no longo prazo. Mas é melhor ser alfa no longo prazo do que um beta escrotíssimo de merda a vida toda, não acha, seu mané?



Vamos lá, todos sabemos que os cursos de História, Letras, pedagogia, Filosofia, Educação Física, Matemática, Química, Biologia, Física e muitos outros são cursos considerados menos "badalados" e já vi muitas pessoas tratando de forma depreciativa esses cursos e afirmando que seus formandos terão baixos salários a vida toda, mantendo-os assim na vida de beta para todo o sempre. Mas eu discordo disso e digo aos senhores que o sol sempre brilhará forte e de forma violenta para os fodões de TODAS as áreas. O que quero dizer com isso? Quero dizer que se você se formou nesses cursos só há uma saída para você se tornar um alfa fodão. E qual é? Você precisa ser foda na sua área de conhecimento e deve OBRIGATORIAMENTE fazer a porra do doutorado.

Sei que posso estar sendo chocante, mas o compromisso do blog feudal é de sempre mandar a real sem qualquer peninha dos betas, pois só assim há chances reais de tirá-los do sofrimento que essa condição acarreta. Com isso posso dizer que você só será um alfa fodão se for doutor e para isso você precisa fazer doutorado. Sei que não é fácil, mas se vira porra, você precisa dar um jeito caralho. Não escolheu um curso menos badalado? Então seja o fodão nele e te garanto que você será um alfa e desfrutará de todos os prazeres restritos apenas aos alfas.



EL VIÁVEL diz e EL VIÁVEL prova que é possível ser alfa e ter salário fodão em cursos menos badalados. Entre no site de qualquer Universidade Federal ou colégios pertencentes a alguma Universidade Federal e depois veja a relação dos professores doutores dos departamentos desses cursos menos badalados. Pode ser QUALQUER CURSO, isso mesmo qualquer curso que você ache que não tenha status e que seja fácil de passar no vestibular e veja os nomes dos professores com doutorado e titulares da cadeira. Depois entre no site do portal da transparência do governo federal e digite o nome de alguns desses professores e sentem na cadeira para não caírem, pois vocês vão ver pessoas que se formaram em cursos menos badalados e que recebem salários fodões de 13k a 20k. Isso mesmo amigos betas, vocês vão ver caras considerados alfas fodões e que se formaram em cursos que não são badalados.



Com isso quero dizer que se você fizer doutorado e for muito bom em sua área de formação você pode, entre outras coisas, ser professor de Universidade Federal, tendo prestígio fodão entre os alunos, sendo considerado alfa dentro da Universidade e fora dela, porque você será o verdadeiro doutor e como terá salário fodão poderá ostentar se quiser e com isso também ser considerado fodão em outros meios sociais, tendo status e muito destaque social. Se quiser aumentar o destaque social ainda pode morar em uma cidadezinha próxima da cidade da Universidade e ser praticante do Roger way of life, concretizando assim todos os seus sonhos de viver a vida de um alfa fodão, se livrando do terrível deserto sexual, do ostracismo, do sentimento de inferioridade, da sensação horrorosa de ser um beta escroto de merda, do sofrimento gerado pelo vazio existencial.

EL VIÁVEL tem sempre uma saída estratégica para os amigos betas, porque EL VIÁVEL já viveu na pele a vida de beta e por isso entende do que fala. Seja qual for a situação em que um beta se encontre, SEMPRE haverá uma saída, a diferença está apenas no tempo em que cada situação precisa para ser solucionada. Há esperanças meus amigos, dias melhores virão.

ABRAÇOS,
ROGER - EL VIÁVEL.


sexta-feira, 29 de novembro de 2013
ATUALIZAÇÃO FINANCEIRA - NOVEMBRO 2013

Rapaziada, visando a continuidade no ranking de finanças dos blogueiros e considerando que não possuo renda variável e ainda que meus aportes são feitos na primeira quinzena de cada mês, venho atualizar meu patrimônio financeiro, excluindo como manda a regra, casa, carro, motos e outros bens materiais. Esse mês o aporte foi um pouco menor devido ao fato de ter realizado uma viagem com a minha namoradinha atual. Segue abaixo a tabela para atualização em momento oportuno no blog do pobreta.

JUNHO       R$ 68.304
JULHO        R$ 74.614
AGOSTO     R$ 80.970
SETEMBRO R$ 87.360
OUTUBRO   R$ 93.841
NOVEMBRO R$ 99.359


sábado, 31 de maio de 2014
A VOLTA DO BLOG FEUDAL E AS NOVAS REGRAS

Fala rapaziada...

Como o blog ficou muito tempo excluído não há como recuperar nada, nem mesmo o número de visitantes passados. Mas como esse blog não teve, não tem e nunca terá qualquer finalidade financeira, isso pouca importa. Vamos começar do zero mesmo, mas ressurgir das cinzas, como fênix.



Ultimamente tenho visto muitos pedidos da volta do blog feudal em comentários de outros blogs e fico feliz por saber que algumas pessoas coadunam com a ideia de mudança, com a ideia de deixar de ser um beta de merda para se tornar um alfa local. O grande barato e que nunca deve ser esquecido pelos betas é a VIABILIDADE. Não adianta querer ser milionário com 50 ou 60 anos e até lá ser humilhado de forma insana por essa sociedade hipócrita. O sistema é muito forte, a matrix é poderosíssima, mas há uma única forma de driblá-la, isso mesmo, há como passar uma rasteira homérica na matrix e gerar um verdadeiro bug na mesma. E isso eu vou ensinar aos senhores, como fazia no blog anteriormente. Mas adianto que para isso eu preciso jogar umas verdades violentas em suas caras, vocês precisam acordar desse pesadelo imposto a duras penas pela famigerada matrix.



Quando estamos adormecidos nesse mundo matrixiano, não passamos de meros capachos do sistema. Temos a ilusão de que tudo é bonitinho, tudo é normal, que trabalhar 10 horas por dia é lindo e engrandece o homem. ISSO TUDO É MENTIRA. Na verdade, somos meros escravos do sistema e trabalhamos para enriquecer os alfas e somos a base de sustentação de suas boas vidas e fomentamos os prazeres insanos dos quais esses desfrutam diuturnamente. A vida nas grandes cidades é um exemplo clássico disso que sempre falei por aqui. Precisamos traçar estratégias de mudanças em nossas vidas, também temos o direito de morder uma fatia da felicidade e desfrutarmos dos prazeres da vida. Para conseguir isso, apenas gerando um bug no sistema, pois caso contrário, estamos fadados a sermos meros coadjuvantes do bel prazer dos alfas.

Como regra esse novo modelo de blog terá moderação prévia, para evitar os malditos haters. Com isso a parte de comentários terá pouca adesão, isso é fato. Um leitor sugeriu que nem houvesse a parte de comentários disponível, mas creio que com a moderação sanamos esse problema. Sei que no blog passado houve um post com cerca de 700 comentários, foi o pico dos picos, superando até blogs bem antigos e famosos, isso o blog feudal tendo pouco mais de 2 meses no ar. Mas o que importa é a qualidade dos comentários e não a quantidade, visto que aqui não há lucro financeiro com visitas e nem propaganda publicitária no blog. Então se seu comentário não for publicado, das duas uma:

1- Eu estou vivendo minha vida intensa na cidadezinha e seu comentário ainda está na caixa aguardando a publicação.

2- Seu comentário foi considerado eivado de haterismo e foi passado o rodo nele sem dó.

Como sabem, troquei de carro e a euforia tomou conta da cidadezinha. Não namoro mais a gostosinha da mercearia. Atualmente tenho um namorico com a gostosinha do posto de saúde. Não se preocupem, conheço a real, jamais haverá risco de casamentos e manginismos. Quem dá as cartas sou eu. Isso será objeto de um novo post em breve, contando as aventuras feudais de um beta pensante que se tornou alfa supremo local.



Abraços,
ROGER.


sábado, 31 de maio de 2014
A TROCA DE BARCA: PEGANDO PESADO PARA ARREGAÇAR NO DESTAQUE SOCIAL

Bem rapaziada, como disse nos comentários do post inicial mediante resposta a um leitor, a frequência das postagens não terá padrão estabelecido, podendo postar de forma absurda em alguns dias ou ficar sem postar por semanas. Tudo vai depender do entusiasmo, dos acontecimentos feudais, da disponibilidade de tempo e saco.

Nesse post vamos falar sobre a minha troca de carro. Todos sabem que eu tinha um focus branco, 2.0, automático comprado zero km. Ele me gerou fortes emoções alfistas na cidadezinha e região, me ajudou de forma dantesca a impressionar e conquistar a GM e a GPS. Agregou valor e prestígio no meu meio social, me trouxe ainda mais respeito e credibilidade perante a sociedade, que EXIGE que um cara destacado tenha um bom carro. Quando cheguei na cidadezinha todos sabem que tinha um carro popular, mas o fato de ter uma casa acima da média na cidade e um cargo com fama de ganhar bem já me colocou em patamares altos na coletividade. Entretanto, fazendo analises em casos concretos, botando a cabeça pra funcionar a meu favor, vi que era necessário ter um carro de maior atratividade como o focus.



Com o passar do tempo e pensando e repensando em como agregar ainda mais valor ao já absurdo destaque social que tenho em minha localidade e considerando que o focus estava ficando obsoleto e os modelos 1.6 usados estavam ficando baratos, resolvi comprar um outro carro, mas desde que vendesse o meu por um valor legal. Comecei a pensar nos carros que poderia comprar e se compraria zero ou usado com baixíssima km. Sei que tem a questão dos aportes e tal e carro só dá gasto, mas olhando para o meu lado particularmente isso não faria tanta diferença, visto que sou concursado e tenho muitas folgas. Na prática, já vivo uma semi independência financeira e ganho muito bem se considerarmos a renda salarial de minha região.

Pensei em comprar cruze, Civic, novo golf, novo i30, etc. Mas em uma noite chuvosa e tendo um estalo fantástico de pensamentos analisando a engenharia social, me veio à cabeça um carro diferenciado, que gera status de muito rico em 99% das pessoas. Foi aí que pensei em comprar uma Mercedes C180. Uma zero km sairia muito salgado dando meu focus na troca, mas debruçando as agências do país afora e os vastos sites de carros usados, achei uma 2013, com baixíssima KM, estado de conservação violentíssimo, sendo que sem ver o documento ninguém diz que não foi comprada zero km.




A repercussão foi fantástica em termos sociais. No dia que cheguei com ela as pessoas pareciam que vibravam com minha aquisição. É incrível como as pessoas se empolgam e ficam perplexas com as coisas alheias. Estava chegando e todos olhando maravilhados, pelo retrovisor vi um cara quase quebrando o pescoço para olhar. Um amigo meu, disse em tom de brincadeira, que no dia seguinte diversas calcinhas estavam no varal secando de tanto que se molharam no dia anterior ao me ver com a máquina fodona. Dei uma desfilada pela cidade e só saí no dia seguinte. Minha namoradinha era só alegria, via em seu belo rosto e no brilho de seus olhos verdes a admiração por mim e a sensação de grandeza frente às suas amigas, por ter como namorado alguém incrivelmente destacado. No dia seguinte o desfile teve paradas obrigatórias e acontecimentos legais, que serão fielmente descritos em um próximo post.

Abraços.
ROGER.
 
_______________________________________________
 
Como podem perceber o Roger é um cara muito único na blogosfera, bem carismático, e preenchia um gap que hoje ainda está vazio. Não temos nenhum investidor que viveu anos na cidade grande, se mudou para uma cidade pequena e conseguiu nela reinar. Fica aqui também um agradecimento especial ao Lucas Cerqueira do grupo do Facebook que nos enviou todo o conteúdo com títulos em verde.
Ao Roger.

Bons ganhos e um grande abraçoo!

41 comentários:

  1. Caralho só texto massa... hahaha

    Lá na concessionária eu olhei só os carros mais caros e quando o vendedor disse qual seria a forma de pagamento eu dando meu carro na troca, eu disse que seria a vista. (Não iria comprar porra nenhuma, era só pra impressionar a ninfeta).

    merece um premio cara... na moral!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara que leitura gostosa, adorei as histórias do Roger da cidadizinha.

      Excluir
  2. Sinceramente, o tal Roger provavelmente era uma farsa. Sob o anonimato da rede, qualquer um pode ser o que quiser. Pelo estilo de escrita e situações relatadas pelo mesmo, era nítido que ele só queria ou aparentar ser alguém que ele desejava ser ou só estava afim de debochar da cara daqueles mais crédulos e incapazes de fazer um julgamento mais crítico.

    Todos os seus relatos eram aplicações práticas e bem sucedidas dos dogmas da "real" para capturar a atenção de leitores que liam seu blog para preencher o vazio existencial de suas existências patéticas. Eu li a maioria de suas postagens e sempre fiquei com um pé atrás quanto à veracidade. Tive a confirmação no último, quando o mesmo se despediu da blogosfera amedrontado porque seu blog foi citado no blog daquela geminação gorda e repulsiva.

    Tomem cuidado e não acreditem 100% em tudo que alguém diz sob o manto do anonimato garantido pela rede.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho um amigo que vive uma vida muito parecida, até o cargo é semelhante vida nas cidades pequenas é infinitamente melhor.

      Eu mesmo sendo casado e pelas pessoas saberem que tenho n casas de aluguel, sou destacado e sempre, sempre aparecem garotas interessadas, tanto é que minha esposa está evitando voltar a sua cidade natal.

      Excluir
  3. Outra bela homenagem burguês

    Infelizmente eu não tive a oportunidade de ter conhecido o blog do roger mas pelo pouco que você demonstrou aqui ele me parece ser um cara muito bacana e com boas intenções de ajudar aos leitores da blogosfera. Ler essas postagens aqui me abriu os olhos em algumas coisas.

    Obrigado Burguês

    ResponderExcluir
  4. Sabe em qual estado ele morava? To pensando em ir pro interior quando puder tb

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aí que você se engana. Tenho acesso as estatísticas da segurança pública do meu estado e várias cidadezinhas não conhecem o que é violência. São hiper tranquilas, passam o dia todo com as portas das casas abertas.

      Excluir
    2. Eu moro em uma cidadezinha a vida inteira, 170km de uma capital e do litoral. Sim, a noite no verão dormimos com as janelas abertas.

      Excluir
  5. Interessante, mesmo se fosse um Fake. Um vizinho meu, me disse que quando ia para casa da Vó dele no interior de MG, fazia filas de menininhas querendo falar com ele, só pq ele era de São Paulo..... Isto há 10 anos atrás, hj as pervas estão mais foda.......

    Quantos anos tinha o Roger?

    ResponderExcluir
  6. Ola BI,

    Grande trabalho, muito bom.

    Particularmente este blog nao achei tao legal quanto o do Ze Mobral.

    Agora, morar em interior ganhando bem, e uma otima estrategia de vida.

    Abraco

    ResponderExcluir
  7. Ola BI,

    Grande trabalho, muito bom.

    Particularmente este blog nao achei tao legal quanto o do Ze Mobral.

    Agora, morar em interior ganhando bem, e uma otima estrategia de vida.

    Abraco

    ResponderExcluir
  8. Gostei, uma pena que apagou seu blog. Tinha uma estratégia bem diferenciada de chegar à burguesia.

    ResponderExcluir
  9. BI,

    Você não acha que deveria se expor ao bitcoin?

    Num mundo com 10 trilhões de dólares em títulos com yield negativo (http://www.straitstimes.com/business/companies-markets/bill-gross-warns-us10-trillion-negative-yield-bond-pile-is-a-supernova), trilhões depositados num país que segue apertando o controle de capitais e desvalorizando a moeda (China), trilhões em paraísos fiscais que a cada dia mais se parecem com um purgatório (Panama Papers etc), déficits soberanos multibilionários, dívidas soberanas trilionárias across the board e uma demografia que não deve cooperar...um market cap de apenas 12 bi de dólares para algo como o bitcoin me parece muito baixo. Não acredito que a informação sobre o bitcoin seja tão disseminada a ponto de julgar o preço "eficiente".

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem que ver é que tem pessoas com milhares de bitcoins e você paga mil reais por 1 unica bitcoin que é algo que não é reconhecido pelo estado e pode passar a moda ou um desses imbecis pode estourar este mercado jogando todas as bitcoins que ele tem na rede.

      Excluir
  10. Com salário de 9 mil em cidade pequena vc come até tuas primas. Pode até ser fake, um personagem, mas eu morei muito tempo em cidade pequena, fui trabalhar fora e depois voltei. Cidade pequena basta ter carro, não sendo muito feio vc come meio mundo.

    ResponderExcluir
  11. Genial, genial... eu preencho quase tds os requisitos obrigatórios citados pelo Roger - só falta ganhar bem, rs, sou func. público, mas com salário baixo!

    ResponderExcluir
  12. Eu acompanhava o blog do Roger, e achava sensacional. Não acho que seja totalmente fake, talvez um ou outro exagero, mas não considero nada fora da realidade. Já morei em cidade pequena ganhando relativamente bem (uns 4 mil, na época). Era uma cidade de 20k habitantes, e o contexto não era tão diferente do que o Roger relatava. Dá pra viver muito bem, as coisas são mais baratas, as mulheres mais acessíveis, etc. Eu gostava muito de morar nessa cidade, mas como passei em outro concurso com salário bem maior, acabei me mudando para uma capital.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade eu não sou natural dessa cidadezinha em que morei. Fiquei lá por uns 2 anos, devido ao concurso. Era no interior do ES. Não tenho ligações com a cidade, nem qualquer parente lá. Infelizmente não é no litoral, senão eu consideraria sim morar lá.

      Excluir
  13. Sou natural de uma cidadezinha bem pequena de MG. Eu e um colega estudávamos para um concurso do TCE que havia saído. Fizemos as provas e ele passou e eu não. Após isso, ele parou de estudar para aguardar a nomeação. Continuei estudando e passei na CGU.
    A cidadezinha toda sabia da nossas histórias. A grande diferença é que, apesar de eu ganhar o triplo dele, o povo dá mais moral para ele do que para mim, porque ele optou em contar para todos o salário que ganha (na realidade uma miséria comparado ao meu), enquanto que eu optei pelo silêncio (apesar de que hoje qualquer um pode saber o salário de um servidor).
    Abraço!

    ResponderExcluir
  14. Legal o post Burgues!
    Nao conhecia esse blog do Roger.

    Esse do Zé mobral tem algum canto que possa ler tb?
    Seria perfeito se essa tal cidadezinha tivesse uma praia com agua quente pra surfar.

    ResponderExcluir
  15. Respostas
    1. valeu!

      esse post merecia virar um manual em pdf e parar no scridb.

      Abç

      Excluir
  16. Cidade com 5000 habitantes e perto da praia? Qual Estado vcs acham q ele morava? Alguem ai te, alguma sugestao de codadezinha legal pra morar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Burgues, alguma sugestão de cidade pequena q tenha mulheres com belos rabos? :D

      Seria o paraíso passar em um concurso top e morar numa cidade com no máximo 40 mil habitantes(20 mil pra baixo seria o ideal) e com mulheres de glúteos fartos

      Excluir
    2. Seria um post bem interessante, ainda mais se vier com algumas cidadezinhas como sugestao.

      Excluir
  17. Gostei muito dos posts. Nao conheci o blog dele mas da pra ver que é bem mais animador que outros blogs por aí cheios de pessimismo e reclamações.

    ResponderExcluir
  18. Pse, grande perda pra blogosfera, outra perda recente foi o reinserido na matrix que começou mt bem e sumiu tb, o pobretinha de vida ruim era razoável tb, grande perda.
    Ai roger, se tiver lendo esse comentário vc podia voltar nem q fosse com outro blog semelhante pra não dar nas caras.

    ResponderExcluir
  19. Será que ele se casou? Game over!!! rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só falta essa. Depois de meter a real em todo mundo o cara se casa com o primeiro troféuzinho que consegue!

      Excluir
  20. Para que pensa em morar em uma cidadezinha, e que sabe virar um senhor Feudal. A fórmula é passar com concurso da PRF. Você irá ter o tridente do destaque. Bom salário, autoridade e andar armado. É um verdadeiro strike na matrix.

    Poderá viver em qualquer cidade do interior e sempre estará entre os 1% da alta classe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AFRF tb é uma boa pedida, além de ganhar mais

      Excluir
  21. Para que pensa em morar em uma cidadezinha, e que sabe virar um senhor Feudal. A fórmula é passar com concurso da PRF. Você irá ter o tridente do destaque. Bom salário, autoridade e andar armado. É um verdadeiro strike na matrix.

    Poderá viver em qualquer cidade do interior e sempre estará entre os 1% da alta classe.

    ResponderExcluir
  22. Roger quando terminou o blog disse que tudo ali era ficçao, ele msm fez um post sobre isso mas a galera achou que era cao pra se livrar dos ataques e ligaçoes do blog da feminista. Hj o que tem na blogosfera é o atividadedepolicia.blogspot.com num estilo bem parecido.

    Mas sendo fake ou nao ele deixou uma liçao e eu tbm estou seguibdo rumo a ser alfa das cidadezinhas

    ResponderExcluir
  23. Cara, não conhecia o Blog do Roger (sou novo na Blogosfera), mas realmente me fez pensar em mudar para uma cidadezinha... legal demais as histórias!

    ResponderExcluir
  24. Roger da cidadezinha inventou td isso. Eu moro numa cidadezinha, nasci aqui, e é td ao contrário do que ele dizia. O povo em geral ñ é gente boa, aqui pelo menos são todos invejosos que querem te ver pedindo esmola; odeiam forasteiros, e qdo aparece algum com dinheiro tratam logo de sacanear. Mulheres aqui? A mesma coisa que nos grandes centros. Só querem homens ricos, eu disse rico, e não um concursado de R$ 9000,00. R$ 9000,00 para as locais ñ dá para nada. Todas querem restaurantes caros, viagens para grandes centros aos finais de semana, uma viagem para Paris ou Estados Unidos por ano, bons carros, etc. R$ 9000,00 para elas é salário de pobre. A internet alterou os gostos do povo, ninguém mais se contenta com pouco.
    Outra, casa por R$ 60000,00? Com esse valor vc compra um barraco na beira da estrada, se tiver sorte. Os malucos beleza deste lugar esquecido por deus acham que podem pedir valores semelhantes aos da Capital, então ñ de encontra muquifo, digo, casa, por menos de R$ 300000,00. E IPTU, pelo menos onde moro, é uma facada. Atualizaram a planta genérica com valores absurdos e aplicam alíquota de 1%. Estamos questionando na justiça. Então, amigos, lutem para serem vencedores onde estão, porque ñ está fácil para ninguém.
    P.S. ganho pouco aqui, moro mal, ñ tenho carro e ñ pego ninguém, e não é por feiúra, é por falta de dinheiro grosso mesmo. Sem poder oferecer emoções fortes, paparicar como uma conhecida diz, fico sozinho.
    Ass. Anon da cidadezinha de 7000 sofredores esquecidos por zeus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. essa cidadezinha tem menos de 5k habitantes? lembre-se de que os posts são bem antigos, então naquele tempo os preços eram outros...e além disso você nasceu aí claro que vai ser diferente...

      Excluir
  25. cara, o roger não era fake, tinha antigos membros do fdb que conheciam ele pessoalmente...acho que até por essas e outras que ele resolveu excluir e tal..

    ResponderExcluir
  26. Sensacional o post, nunca tinha pensado nessa de morar em cidade pequena, aqui em SC tem algumas muito interessantes!

    Aproveitando o comentário, estou pensando seriamente em comprar produtos da china pra revender pro aqui, mais pra ter uma renda extra (não ganho o suficiente pra ter um aporte decente e nem tenho conhecimento pra aportar direito), pretendo fazer um post no meu blog falando sobre a minha experiência com isso, e se der certo a minha ideia vou fazer um extenso "tutorial" o mais detalhado possível de como ganhar dinheiro revendendo e com estratégias pra vender mais rápido.

    O que acha da ideia? conhece alguém que também faça isso? estou pensando em focar em um nicho também, algo que tenha saída rápida.

    ResponderExcluir
  27. Quais cidades de SC seriam boas Mr. White?

    ResponderExcluir