Menu

sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Porque FIIs?

FII: Fundos de Investimentos Imobiliários

O investidor atual tem o luxo de escolher dentre uma enorme gama de produtos para compor seu portfólio de uma maneira diversificada, mas acredito que são raros os casos de investidores que entendem fundamentalmente bem os conceitos de diversos produtos e são capazes de acompanhar o mercado compreendendo sua situação e os riscos que estão em constante mudança trazendo ainda lucro acima da média em cada um deles. Até mesmo grandes bancos tem dificuldade para fazer esse trabalho, e esse é o motivo perfeito para que eu, um mero e pequeno investidor, escolhesse apenas uma categoria para investir.

Como já disse anteriormente, meu objetivo consiste em criar um crescimento patrimonial sustentável, e alcançar a IF(independência financeira). Dito isso, podemos ver que os FIIs são uma boa opção pra mim já que eles por lei, são obrigado a repartir 95% dos resultados auferidos em forma de dividendos para o cotista. Outro fator que pesa na minha escolha é que eu me identifico bastante com o mercado imobiliário, muito provavelmente por ele ser mais palpável pela área de humanas do que pela área de exatas. Além disso como trabalho em um banco, tenho acesso a relatório enviados aos investidores de alta renda e, como todo bom investidor, costumo devorar eles assim que são disponibilizados.

As ações poderiam ser um bom caminho também, mas já foram muito exploradas aqui na blogosfera, o grande Warren Buffet Blog D'Uo, sempre aparece com análises gráficas incríveis, ou  o VD que possui uma estratégia parecida com a minha mas focada em uma carteira de ações multinacional, enfim observando no meu blogroll perceberá que temos bastante conteúdo voltado para ações como indicações de livros, links do youtube, fortes discussões e uma enorme variedade de carteiras, por isso acredito que nessa área dificilmente eu teria algo para acrescentar ao leitor-investidor.

Uma coisa legal, que talvez até possa ser uma paranoia minha. É que eu sou muito chato na hora de escolher os imóveis da minha carteira, passo semanas lendo as informações disponíveis sobre eles, inclusive costumo ir conhecer os prédios que tenho em carteira, e as vezes até entro em contato com o RI, e eu escolho eles como se estivesse escolhendo um apartamento para alugar para mim ou para alguém da minha família e por isso precisam ter algumas especificações:
  • tem que ser bem localizado
  • tem que estar barato
  • tem que impressionar as pessoas que olham
  • tem que dar um bom retorno
  • ter uma boa gestão
  • estar abaixo do valor patrimonial
  • ser alugado para bons inquilinos
Wall Street (1987)
Eu comecei meus estudos assistindo documentários sobre a crise de 2008 e já tirei de cara os fundos de papel. Pra mim o retorno oferecido por eles está absurdamente baixo, aqui tem um post do nosso colega Pensamentos Financeiros onde ele trás a tona este assunto também. Eu sugiro fortemente que pensem algumas vezes antes de comprar FIIs de papel, os riscos são altíssimos e os retornos comuns. Também não vejo com bons olhos FIIs que tem data para expirar, gosto daqueles que sejam uma fonte de renda eterna.

Ainda que muitas categorias de investimentos possuam a possibilidade de diversificação, ela raramente possui uma boa abrangência. Ao meu ver a de ações é a melhor por possuir empresas atuantes em todos os setores , desde energia/água/comida passando por infraestrutura até serviços de softwares ou grandes franquias, por outro lado a renda fixa já possui um número de produtos bem menores, com retornos próximos. Os FIIs estão no meio termo, eles podem ser muito bem diversificados e ter o risco cada vez mais mitigado se observados pela localização, tipo de prédio e o negócio que ele atende. O site Tetzner é bem legal para o investidor que acompanha o mercado, nele da pra ver os setores atendidos por imóveis e isso ajuda a montar uma bela diversificação. Dentre as possibilidades, podemos encontrar:


  • Agências
  • Comerciais
  • Escritórios
  • Fundos de Fundos
  • Hotel
  • Hospital
  • Indústria
  • Logístico
  • Papel
  • Residencial
  • Shopping
  • Universidade 
Nos próximos posts falarei sobre a compra de FIIs no atual cenário conturbado que o Brasil vem enfrentando. Tenho planos para escolher os meus fundos prediletos por categoria e explicar com maior embasamento a escolha por cada um deles. Gostaria também de pedir desculpas pela demora para os posts, minha curso na faculdade está chegando ao fim e está uma correria, mas farei o possível para postar mais vezes.


O resto é com vocês...
Bons ganhos e um grande abraçoo!

5 comentários:

  1. Muito bom,
    Pretendo inclui-los na minha carteira, mas ainda não tive tempo para estudar sobre eles, e não gosto de investir sem estudar bem. Se puder de dicas dos materiais que vc estudou para desenvolver seus conhecimentos.
    abraço

    ResponderExcluir
  2. Quero estrear nos FIIs para ter uma "obrigação" de aportar em algo. Nunca paguei prestações na vida e quero construir uma carteira de FIIs com o propósito de ter onde investir o excedente do mês.

    ResponderExcluir
  3. Oi B.I.

    Estou aprendendo sobre FIIs e montando minha carteira. Esse post veio na hora certa. Já estou ansioso pelos seus próximos posts.

    Abraço

    ResponderExcluir
  4. Bom post BI,

    No aguardo da sequência sobre FII's!

    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pela citação!!!
    Abraço!

    ResponderExcluir