Menu

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

A Arte de Subornar


O suborno é um dos pilares para quem quer viver decentemente como um burguês. O propósito, obviamente, é colocar a vida no modo fácil e conseguir um bom retorno sobre seu investimento. Aqueles que se acham no direito de não subornar ninguém, sempre vão gastar menos, porém também receberão menos e jamais conseguirão chegar perto do potencial estilo de vida de um burguês de verdade. A arte de subornar consiste em fazer com que não pareça ser um suborno. As pessoas não gostam de ser compradas. Por este motivo, feriados e datas comemorativas são as melhores épocas para subornar.

Quando estiver subornando alguém, você deve sempre ser sutil. Jamais faça um show com esse tipo de atitude, essa inclusive é a diferença entre subornar e dar gorjeta (quando você está em um restaurante ou bar bem acompanhado você na realidade quer que a sua companhia veja o quão generoso você é - no brasil isso é mais raro, ainda que funcione, mas quem já teve experiência no exterior sabe como isso é eficiente). Isso é realmente importante, suborne apenas se estiver "sozinho", afastado de suas companhias, ou em um bom local que não dará na cara, caso o contrário seu retorno sobre o investimento pode não ser tão bom quanto espera. Lembre-se sempre de um dos princípios mais importantes de todo o burguês: lucrar no longo prazo. Se você não for mais naquele lugar, não há porque investir. Outro ponto importante, é o que você usará para subornar, cada grupo tem suas peculiaridades e cabe a você sacar qual é o melhor custo-benefício. - Mas é claro que vou ajudar vocês com um pequeno guia básico pra que tenham um norte:

1) Garçons e bartenders: alguns anos atrás eu provavelmente colocaria motoristas em primeiro lugar, mas agora, graças ao Uber, podemos enviar carros para quem quisermos com poucos cliques e preço decente. Isso nos leva ao novo primeiro lugar. Se você quiser falar sobre negócios, sair em um encontro com uma mulher nota 9+ ou simplesmente solidificar um bom contato, você vai precisar levar essa pessoa para um bom restaurante. Em meio a juízes, políticos, empresários e outras tantas pessoas importantes, um burguês de peso como nós pode facilmente parecer pequeno em um lugar desses, isso é claro, se ele não conhecer a arte de subornar. Daí a importância de subornar os garçons e bartenders. Eu particularmente gosto de dar pra eles um isqueiro de qualidade, pode ser um Zippo. É uma boa escolha mesmo que ele não fume, pois se for um garçom ou bartender que valha seu peso, ele com certeza se prontificará para acender o cigarro dos clientes, e como são trabalhadores ocupados e sem tempo para comprarem um isqueiro decente, são forçados a utilizarem bics, que definitivamente reduzem sua gorjeta. Este suborno pagará bons dividendos quando você precisar da melhor mesa na adega da Veridiana, e certamente vai ajudar com a boa vontade também.

2) Porteiros: Só suborne porteiros com dinheiro, e foque nos mais importantes, como o porteiro gerente e o que cuida da porta. Existe um turnover grande e seus investimentos podem acabar vencidos como opções da vale de 2015. Talvez você nunca tenha reparado neles, mas eles são sempre a primeira impressão do restaurante (e estão em todos os bons), e quando chegar bem acompanhado vai ganhar bons pontos ao ser recebido com uma cara de satisfação.

3) Alfaiate: Esta é uma das pessoas mais importantes para se subornar. Não é incomum ver sujeitos maltratando aqueles que cuidam de sua aparência. Um verdadeiro tiro no pé. Todo homem deveria ter um alfaiate decente e cuidar bem dele - jamais indique seu alfaiate para seus amigos, e isso serve para qualquer outro funcionário que tiver ao seu dispor - para suborná-los, o ideal é levar uma garrafa de Cabernet Sauvignon. Se você fizer tudo certo, com certeza receberá os valiosos pocket squares (lenços) extras. Valem o investimento.

4) Barbeiro: Outra importantíssima pessoa que cuida do seu visual. Felizmente não tenho que me preocupar com isso, tenho o meu contato que faz esse trabalho desde pequeno e como ele é um amigo da família há gerações não preciso me preocupar em comprá-lo. Mas se você ainda não tem, procure barbearias clássicas de homem que saibam cortar ao estilo de Humphrey Bogart em Casablanca e mantenha-se fiel. Não esqueça de levar um vinho no final do ano - ou um Montecristo No.2.

5) Associados: Os mais importantes que trabalham com você devem ser subornados com refeições. Boas comidas e bons drinks. Você paga a conta e eles continuarão trabalhando fielmente para com você. Além disso é bom pra saber o que se passa nas ruas e nos negócios. Nunca perca o contato nem a confiança desses caras.

6) O açougueiro e as meninas do mercado local: Com esse grupo é sempre dinheiro. Vale a pena. As fatias extras de prosciutto, a carne fresca cortada com esmero, e o sorriso da garota que trabalha no Varanda compensam o recurso desembolsado. Basta eu mandar eu uma mensagem e ela já prepara minha comida predileta pra viagem. 50 reais pra cada no natal e você será bem tratado o ano todo. Uma pechincha.

7) Corretores de imoveis ou ações: você já paga demais pra essas caras, eles não merecem a quantia que recebem. Contudo, se abrirem boas exceções e conseguirem um bom negócio pra você, um vinho descente vai fazer a noite deles. Jamais de dinheiro.

8) Policiais: E aqui eu digo policiais corrompíveis, esses caras ganham pouco, mas o que realmente faz eles se tornarem fiéis é uma garota (favores dela, mais precisamente). Garotas só curtem policias em filmes, na vida real elas não sentem atração alguma. Aqui, quero que fique claro que estou falando dos policiais do interior. Nas cidades grandes, a menos que eles estejam sempre perto do seu bairro e você os conheça, não vale a pena. Já no interior, eles podem deixar de atender queixas caso você esteja dando uma festa com patricinhas tocando durante a madrugada toda aquele rap norte-americano que os funkeiros odeiam. Os cops também podem dizer que o sistema está offline se uma dessas patricinhas tentar te passar a perna e alegar que foi estuprada/assediada falsamente. Em caso de emergência, você terá acesso a linha realmente funcional deles e em menos de 5 minutos haverá dois carros de policiais com fuzil prontos pra te defender. Se você tiver dificuldades em conseguir mulheres, a doação generosa pode ser feita com whiskey nas festas natalinas. Por último, mas não menos importante, você estará imune a blitz e à lei seca.

9) Políticos: Outro grupo de alta importância caso você viva no interior, já em capitais - a menos que você seja um magnata - não vale a pena subornar esses caras. A mídia tem dificultado a compra desses importantes stakeholders ao expor milhares de políticos e forçar o fim do foro privilegiado. Contudo, basta você ser bom no timing ou partir para outros métodos. Dependendo da cidade, eles já ganham bebidas demais, caso não, elas são sempre bem vindas e apreciadas, Montecristo No.2, mulheres e refeições fazem parte de um bom conjunto. Seus negócios locais vão fluir como nunca. Se você não entende porque é importante subornar políticos, seus problemas não terminam aí. Caso tenha uma residência no centro onde passam muitos carros e fazem muito barulho, os políticos podem alterar as mãos das ruas acabar com seu problema, valorizando seus ativos. Podem te ajudar com negócios alugando imóveis dos quais a prefeitura é dona à preço de banana. Podem fortalecer o nome da sua família colocando seu sobrenome em ruas estrategicamente importantes. Comece pequeno, e vá gradativamente escalando socialmente com seus contatos. Políticos costumam ter boas informações para quem atua na bolsa, tenha-os do seu lado.

10) Garotas de Programa: Não precisa ser inteligente pra saber porque é necessário subornar as pessoas que cuidam da sua saúde mental e  do seu desapego. Elas são a chave para se manter em um estilo de vida utópico (solteiro, rico e plenamente satisfeito). Não se esqueçam da capacidade que elas tem de reduzir o poder a influência de outras mulheres sobre a sua vida. A partir da terceira vez que se encontrar com uma dessas damas, não deixe de trazer um presente. Depois basta trazer presentinhos a cada 5~8 encontros. O ideal é trazer um Cabernet Sauvignon, Pinot Noir, colar, pulseira, brincos ou outra jóia qualquer da Vivara. É claro que se ela for uma deusa, talvez você devesse dar uma olhada na Tiffany. Esse movimento não só vai garantir que consiga encontrar a garota de última hora sempre que necessário como também vai te dar tempo extra e as transas mais incríveis que um homem pode receber.

Existem outras pessoas que você pode subornar: professores (sejam acadêmicos ou de esportes), farmacêuticos, traficantes (eu ficaria longe deles, mas é seu negócio, vale a pena cogitar), entre outros, as possibilidades vão longe. A arte do suborno precisa ser adaptada ao seu estilo de vida e com o tempo e a experiência você com certeza se tornará um nobre burguês honrado se fizer as escolhas certas. Lembrem-se de sempre carregarem o pensamento do suborno. O mundo gira em torno disso e poucos parecem ter notado.

O resto é com vocês...
Bons ganhos e um grande abraçoo!

19 comentários:

  1. Clássico instantâneo

    ResponderExcluir
  2. Caraca, percebi o quão pobre e ignorante sou, rs...
    Desconheço essas artimanhas, bem como essa realidade clássica e elegante.
    Inclusive pesquisei sobre o que se tratava o tal Montecristo No.2 e fiquei surpreso ao me interessar pela qualidade de tal charuto, impressionante como é a informação.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Olá Burguês.
    Eu sempre soube que o mundo girava em torno disso mas de maneira superficial, nunca tinha pensado dos detalhes, muito interessante e esclarecedor o post.
    (primeira vez comentando aqui no blog hehe)

    ResponderExcluir
  4. Post muito bom, como sempre.

    Você precisa postar mais.

    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Excelente post, B.I.

    Cara, assim de bate-pronto, lembro de 2 casos. Mas ambos acabaram se ferrando:
    1) Pai de amigo: Ele era comprador de uma grande empresa. Selecionava fornecedores a dedo em troca de generosas comissões. O cara tem casas, carros e moto tão poderosa que nem sei o modelo e cilindrada. Mas a diretoria da empresa descobriu e fez ele pedir demissão para não ser despedido por justa causa.
    2) Encarregado de logística de uma empresa que trabalhei faz tempo. Fiscalizávamos obras de implantação de fibra óptica ao longo de um trecho de 500km da faixa de domínio do GASBOL – Gasoduto Brasil-Bolívia.
    Como esse trecho era grande, tínhamos mais de 80 frentes de trabalho. Pela dificuldade de acesso, a empresa alugava caminhonetes 4x4 onde esse encarregado levava algum por fora.
    Tínhamos cadastros em umas 30 pousadas/hotéis e a mesma quantidade de restaurantes. Quando esses prestadores se recusavam a pagar comissão para o dito cujo, ele descredenciava esses estabelecimentos e cadastrava em outras. Mas se ferrou pq um desses descartados armou um flagrante e ferrou com o cara. Esse levou JC.


    Tiago Carvalho

    ResponderExcluir
  6. A questão é que o suborno tem objetivos claros, ainda que sutil seja, o indivíduo vai querer algum favor, ou quem receber sentirá a obrigação de retribuir, pois é dada para alguém que tenha algum poder de barganha.
    Analisando de forma geral, quando ajudamos as outras pessoas sem "segundas intenções", na maioria das vezes acabamos recebendo algo de bom na vida mais a frente. Muitas pessoas se aproximam ou tratam bem umas as outras quando existem valores a serem trocados. O suborno surge dessa energia, porém com outro escopo. Um escopo, talvez desvirtuado ou não, mas que pode servir como um atalho.

    ResponderExcluir
  7. Alguém tem mais dicas aí?

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. o post não teria confundido gorjeta (agrado lícito e socialmente aceito) com suborno, que tem uma natureza ilegal?

    abç!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O suborno é a prática de prometer, oferecer ou pagar a uma autoridade, governante, funcionário público ou profissional da iniciativa privada qualquer quantidade de dinheiro ou quaisquer outros favores (desde uma garrafa de bebidas, joias, propriedades ou até hotel e avião em viagem de férias) para que a pessoa em questão deixe de se portar eticamente com seus deveres profissionais. É um crime na maior parte dos quadros jurídico-legais de todo o mundo.

      Excluir
    2. Finalmente o Scant Tales comentou algo diferente de "Excelente"!

      - Mark

      Excluir
  10. Bi,meu pai é dono de uma empresa má gerenciada por ele,como faço pra ajudá-lo,tentei falar,mas ele não me escuta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A empresa é dele, não sua, ele nunca vai te dar ouvidos, ainda mais se tiver dando algum lucro(mesmo que seja virtual e ele esteja tendo prejuízo).

      Excluir
  11. Fala, Burguês Inglório

    Que post interessante, tive várias ideias aqui de como aplicar esse método na minha vida prática. E, percebi como utilizo isso muito pouco( só em bares com garçons e tal). Eu lancei meu blog recentemente, é contando a minha saga rumo ao poder( prefeito) em uma cidade no interiorzão da Paraíba e vou precisar muitoooooooooo usar as dicas que você deu. Queria fazer parte do seu blogroll, tem como?
    Se puder, dá uma passada lá no meu blog.

    Abraço

    ResponderExcluir
  12. A real sempre foi contra o jeitinho bostileiro que fode com nos betas neste lixo de pais, e o dono desse blog faz justamente o contrario incentiva a corrução que levou esse chiqueiro a nível de vergonha mundial.

    ResponderExcluir
  13. Olá, BI.

    Já havia parado para pensar nisso, nas não com essa complexidade e analisando os casos específicos.

    É uma boa pra melhorar sua imagem frente o povo de sua região. Considero esse fator como um ativo muito importante.

    Os grande empresários sempre falam como o networking é tão importante quanto prestar um bom serviço.

    Acompanhando o blog.

    Um abraço fraterno,
    Don Lobo.

    http://negociosdonlobo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Cara, se você tiver um bom esquema com o porteiro, sequer paga estacionamento no prédio rsrs

    ResponderExcluir