Menu

terça-feira, 8 de setembro de 2015

A moto do Burguês Inglório


Na pele de um aportador, comprar uma moto pode ser uma decisão de extrema importância. Durante um período da minha vida tive que ter uma scooter, ela não tem aquele estilo que conta pontos para um burguês de respeito, mas o custo x beneficio é implacável quando comparado com outras opções. Eu trabalho e estudo, e o trajeto que percorro entre casa-trabalho-faculdade é de 100km/dia. Dito isso fiz uma comparação, vamos aos números:

Volkswagen UP:
Preço: 32.000,00
Consumo: 11.2 Km/l; 8.9l por dia; 200l por mês = 640,00 reais em gasolina
Seguro: 1.200,00 reais
IPVA: 4%; 1.280,00 reais
DPVAT: 105,00 reais
Estacionamento: 250,00(trabalho) e 150,00(faculdade), não tem como estacionar na rua nesses lugares, consequentemente 400,00 reais mês.

Gasto Anual: eu gastaria nesse primeiro ano R$47.065,00 para pagar o carro, e nos anos seguintes com o carro quitado o valor seria de R$15.065,00. Fora gastos de manutenção.
Isso é muita grana para ser gasta somente com transporte, sempre que eu paro para refletir sobre isso fico paralisado com a quantidade de grana que os brasileiros torram para manter seu automóvel.

Honda Lead:
Preço: 6.300,00
Consumo: 42 Km/l; 2.38 por dia; 52l por mês = 170,00 reais em gasolina
Seguro: 1.050,00 reais
IPVA: 2.5%; 157,50 reais
DPVAT: 292,00 reais
Estacionamento: --

Gasto Anual:  R$9.839,50 no primeiro ano, já nos demais anos com a moto paga o valor cairia para R$ 3.539,00.

Em dois anos a diferença equivale a uma quantia de R$48.750,00(valor que pode ser aportado). Certamente existem outros pontos importantes que devem ser levados em conta, como a segurança e o tempo no trânsito.

O trajeto de carro teria uma duração aproximada de 270 minutos(já cronometrei) e de transporte público tomaria mais tempo ainda, enquanto de moto o tempo aproximado é de 145 minutos. Isso resulta em aproximadamente:
2 horas ao dia;
45,8 horas ao mês(2.9 dias);
550 horas ao ano(34 dias!).

Muita diferença. Mais de um mês de vida salvo por uma decisão simples e bem calculada. Sempre pense como um burguês e clame seus resultados no longo prazo.

O resto é com vocês...
Bons ganhos e um grande abraçoo!

6 comentários:

  1. O problema são os dias de chuva...

    ResponderExcluir
  2. Eu já pesquisei muito para tirar carteira e comprar uma scooter, mas com o trânsito que nós temos, eu resolvi desistir. Muito arriscado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nessa questão eu concordo com Micro Nerd, também pensei em comprar uma scooter para ir para o trabalho, mas na cidade onde moro, uma cidade de interior, os motoristas não respeitam o transito, e o cara da moto é que se sempre se ferra em acidentes.

      Excluir
  3. A moto foi uma mão na roda no meu primeiro emprego, eu rodava um pouco mais que você, cerca de 150km por dia, na época comprei uma moto 250cc, fazer 150 km de Lead não ia rolar, eu pegava estrada com velocidade máxima de 120 km.
    Eu sempre tenho uma moto em casa e muitas vezes utilizo para ir trabalhar, somente quando o tempo não está bom eu opto por enfrentar o transporte público.
    Parabéns pela iniciativa de montar o blog, o meu ajudou bastante na organização dos meus investimentos!

    ResponderExcluir
  4. Eu ando de moto independente do tempo, já enfrentei verdadeiros temporais e alamentos. É desconfortável, mas com a cidade travada em dias de chuva, com a moto chego rapidamente.Usando a capa não me molho em nada e fica tudo guardado no bagagito.

    ResponderExcluir
  5. Bicho, deixa eu te fazer uma pergunta.
    Eu uso um feed pra acompanhar os blogs q gosto (o site chama The Old Reader) e o seu blog está incluso.

    Acontece que eu tô recebendo esses posts antigos seus como se fossem novo. Vc fez algum tipo de atualização/correção neste post pra eu receber ele de novo?

    Vlw!

    ResponderExcluir