Menu

quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Clareamento Dental


Eu nunca gostei de ir ao dentista. Raramente vou. Isto é, uma ou duas vezes ao ano. Ano passado quando fui fazer a limpeza do semestre, aproveitei pra perguntar quanto custava para clarear os dentes. O dentista saiu e voltou com um kit de clareamento dental cujo princípio ativo era o peróxido de carbamida (22%). Preço razoável. O tratamento completo custava 700 reais. É por isso que esses mercenários não entram pro meu payroll.

Assim que cheguei em casa entrei no computador, pesquisei: "clareamento dental peróxido" e acabei comprando um kit composto por 3 seringas com o dobro da concentração de peróxido (44%) por R$50,00. Achei outras opções mais em conta. No AliExpress dava pra ter pago R$20,00, mas como eu queria que chegasse logo comprei pelo Mercado Livre.

Comecei o uso no dia primeiro de janeiro e meus dentes já estão pelo menos 2 tons mais próximos do branco. Até o momento só utilizei 4 ml dos 9 totais. Durante o tratamento não se pode ingerir molho de tomate, beterraba, café, chás, cenoura, entre outros alimentos que possuam taninos ou corantes. Eu não sou profissional da área e reforço que existe risco de dar algum problema como queimar a gengiva ou manchar os dentes, mas pra mim os resultados tem sido excelentes e o custo beneficio ainda melhor.

O kit que eu recebi veio com 1 luz de led azul, 3 seringas de 3 ml de gel branqueador, 1 seringa de 3 ml de gel remineralizador e 2 moldes para os dentes. O molde é adaptado para os seus dentes e se encaixa perfeitamente. Depois você coloca 0.25ml por molde do gel branqueador, encaixa nos dentes e coloca a luz led azul para acelerar o processo. É bem simples.


Infelizmente o anúncio do produto que eu comprei(foto acima) foi retirado, mas tem outras boas opções por preços razoáveis e que valem ser consideradas para quem tem interesse e não está disposto a pagar 700 reais. Eu adoraria falar mais sobre esse assunto, mas tenho que devolver algumas fitas de vídeo. 

O resto é com vocês...

Bons ganhos e um grande abraçoo!

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Mayfair Park Residences


Semana passada recebi uma ligação de um dos meus melhores amigos me convidando para fazer uma visita. O cara trabalha no Crédit Agricole. Fez faculdade de administração na USP e ainda mora no mesmo apartamento alugado de baixo custo em Pinheiros. Ele não gasta com nada. Seus únicos bens de valor são suas ferramentas de trabalho: ternos sob medida. Ele escalou rapidamente. Se tornou diretor aos 26 anos de idade, hoje tem perto de 30.

Ele continua do mesmo jeito. Humilde. Tem um Civic, mas só usa uma scooter como a que eu tinha para o dia a dia. Não tem namorada, esposa, nem ficantes. Poucos amigos. Aportador nato. Tomamos algumas Colorados enquanto ouvíamos um bom som e comíamos petiscos. Eis que ele diz a novidade. A empresa está fazendo uma demissão em massa e ele acabou de se dar muito bem. Tornando-se de longe meu contato mais valioso. Saindo de uma família sem nome, ele agora comanda um dos bancos mais importantes do mundo. Um verdadeiro burguês.

Em janeiro ele se mudará para Londres onde assumirá o controle global da companhia. Mas o que mais me impressionou foi o lugar onde ele escolheu pra morar. Mayfair Park Residences.


Ele comprou à vista uma unidade do empreendimento, que custou nada menos do que 5 milhões de libras. Metade das economias de tudo o que ele juntou durante a vida. Bom ou mal negócio? Discutível. O nível de refinamento e exclusividade é inacreditável, eu nunca vi nada parecido. Localizado no coração de Londres, que privilégio.


Londres é a cidade que eu mais gosto no mundo. Faz anos que não vou pra lá, mas a cidade é excelente. As pessoas são educadas. Relacionamentos fluem. Os bares são bons. Inclusive, o residencial que ele escolheu tem uma entrada física direta para o 45 Bar, que é gerenciado pelo grupo Dorchester, um dos mais icônicos no segmento de hotéis de luxo.


Ele deu uma olhada no Maple Building também. Democrático demais. O Mayfair, só poucos compradores selecionados recebem o código de acesso para conhecer e executar a transação.

Não é normal eu fazer postagens assim, mas fiquei orgulhoso do meu caro amigo, que saiu de perto do zero e se tornou um playboy internacional. É muito motivador. Além do mais, mesmo já tendo visitado casas incríveis, eu nunca tinha tido contato com nada nesse nível. Todos os móveis projetados sob medida, iluminação planejada em cada milimetro, até as paredes são arte.

Se mantenham positivos e humildes. Sempre gastando muito abaixo de suas receitas e um dia, quem sabe sejamos vizinhos morando no coração de Londres também...

O resto é com vocês...
Bons ganhos e um grande abraçoo!

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Noite em Casa (Game)


Todos sabemos que é nas baladas e bares de alto padrão, hotéis 5 estrelas, restaurantes decentes, shows, lutas de boxe e salas VIP's onde os burgueses estão mais em casa. Todos esses lugares cheios de energia requerem uma dinâmica rápida e cansativa, fazendo com que, vez ou outra, seja preciso dar uma parada para ter uma boa noite de sono e relaxar em casa. Pelo menos essa era a ideia inicial antes das coisas saírem de controle e o termo noite em casa se tornar mais uma arma da burguesia.

A noite em casa foi responsável por mudar as relações dos burgueses com suas casas, visto que antigamente eles mal paravam nela. Não há nada de muito especial nem de complicado. Tudo o que essa classe genial fez foi transformar as raras noites chatas paradonas no sofá em uma noite convencional como outra qualquer. Repleta de modelos, álcool, comida decente, contatos profissionais e som bom.

O melhor jeito de fazer isso, é controlar a lista de convidados. Quando eu faço a festa em casa eu lembro e me certifico de ser o único homem convidado. Quanto as garotas, a regra é simples: nada de notas menores do que 8,5. Chame umas patricinhas da FAAP, algumas suicide girls, conhecidas do Tinder, umas hippies da PUC, e não esqueça das coadjuvantes da Playboy, como ninguém se lembra do nome delas costuma ser fácil conseguir o contato.

Peça algumas barcas de sushi. Sempre acompanhadas dos milagrosos saquês com quiuís. Sashimi também. Toda nota 8,5 ou mais ama sashimi. De fato, é uma das únicas comidas que essas magrinhas comem sem correr pra vomitar. Falando nisso, não se esqueça de ter algumas Altoids em um recipiente de cristal. Você pode me agradecer mais tarde. Voltando ao assunto da comida japonesa, peça também alguns temakis de tipos variados, finalize a compra e solicite que entreguem em sua residência. Se você não tiver nenhum contato de excelente restaurante japonês que possa lhe atender em sua residência seus problemas não acabam aí. Ah, mais uma coisa. Não deixe que o cara do delivery se sinta em casa.

Prepare o som. Posso ouvir Chet Faker daqui. Breakbot, Marvin Gaye, John Coltrane, Stevie Wonder, Huey Lewis, Phil Collins, David Bowie e Bruno Mars. Não discuta, entregue o que a noite quer... Posteriormente, se tudo estiver fluindo, coloque um funk carioca daqueles insuportáveis. Você pode me agradecer mais tarde. Se você não souber escolher músicas abra o Spotify e coloque uma playlist pronta deles, isso vai te salvar. Ainda assim, sugiro que aprenda sobre música e esteja sempre investindo em seu sistema de som.

Eu espero não ter que dizer qual vestimenta você deve usar na noite. Caso seja necessário uma dica, vou dizer apenas que ela deve ter sido feita sob medida. Contudo, especialmente nessa ocasião, você tem a opção de usar um outro traje. O roupão. Pode cair bem. O Bijan, claro.

O próximo passo é ter certeza de que tem bastante bebida. Vinho, vodca e Champanhe. A última coisa que você quer é ter que sair no meio da sua festa pra comprar mais bebida, ou pior, ter que convidar algum colega e pedir para que ele passe no mercado antes de vir. Se as garotas quiserem usar drogas: bala, êxtase, md, maconha, cocaína. Eu sugiro que você não as impeça. Eu fiz um extensivo estudo de caso e conclui que existe uma relação inversa entre intoxicação e roupas das garotas desaparecendo (tenha em mente que não estou plenamente convencido ainda, talvez este seja o trabalho da minha vida).


Uma vez que todas as coisas estão no lugar e tudo funcionando, chegou a hora de aproveitar. Coloque sua pantufa da Gucci e acenda o charuto. Não descarte a possibilidade de sorrateiramente desligar o celular das pessoas ou de derrubar um pouco de bebida neles para que deixem de funcionar corretamente. Celulares são verdadeiros destruidores de festas privadas.

Aproveite a Noite em Casa.

O resto é com vocês...
Bons ganhos e um grande abraçoo!

quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Seja Líquido

“Esvazie sua mente de modelos, formas, seja amorfo como a água. Você coloca a água em um copo, ela se torna o copo. Você coloca a água em uma garrafa, ela se torna a garrafa. Você coloca ela em uma chaleira, ela se torna a chaleira. A água pode fluir, a água pode destruir. Seja água meu amigo.” - Bruce Lee

Há alguns anos atrás eu li a brilhante obra prima do Bauman, Modernidade Líquida. Livro incrível. Ele fala sobre a liquidez de tudo hoje em dia. Relacionamentos, posses, eventos, instituições. Nada é feito pra durar. Tudo é temporário nesse período de transição "eterna". Eu não gosto disso, mas é o mundo onde vivemos e temos que nos adaptar. Tudo é volátil, incerto e inseguro. Instituições bases da nossa sociedade como a família e a religião são atacadas por todos os lados e aos poucos estão sendo dizimadas na nova sociedade que visa o individualismo e o aumento do consumismo acima de tudo. Se você gosta desse assunto, sugiro fortemente que leia o livro e vai ter muitos insights sobre a nossa sociedade.

Para o gado, não há para onde fugir, ele já está caminhando em direção ao abatedouro. Para os burgueses, talvez ainda exista uma saída: tornar-se mais líquido do que a própria sociedade em que vivemos. O melhor jeito de se tornar líquido é buscar esta característica nos quatro segmentos de aprimoramento: financeiro, social, físico e intelectual.

Financeiro

A liquidez financeira é positiva tanto no estilo de vida burguês quanto nos negócios em si. O mercado financeiro valoriza esta qualidade. O dinheiro é considerado o padrão de liquidez por ser o que pode se transformar mais rapidamente em outros ativos, ele é aceito a qualquer hora, em virtualmente qualquer lugar, sempre tenha o suficiente para viver por seis meses. Depois disso vem ações de alta liquidez (cujo volume negociado diariamente seja igual ou superior a 1%). Depois vem os ativos negociados com menor liquidez, ativos de renda fixa que podem ser resgatados quando os mercados estão abertos, entre outros até chegar em posses cuja baixa liquidez podem te prender por meses ou fazer você aceitar perdas para obter o dinheiro. Esse é um dos principais motivos para preferir investir em FII ao invés de imóveis. Tenha cautela com este fator quando montar sua carteira de investimentos.

Social

Ser líquido socialmente é ser diplomático. Não há sentido em mostrar suas opiniões fortes. É importante também ser capaz de andar e lidar em todos os ambientes sociais, desde favelados funkeiros, até CEO's e políticos "importantes". Aprender outras línguas conta pontos também. Não se exponha muito nas redes sociais, quem visitar seu perfil vai acabar criando uma imagem de você e não queremos isso, pois dificulta na hora de se adaptar às opiniões de cada grupo. Seja desapegado mas crie uma rede de contatos diversificados por classe, aptidão e região, mantenha-os como próximos sempre ligando em seus aniversários e os convidando para programas quando estiver na área.

Físico

Este é um dos pontos que mais venho abordando aqui no blog, é necessário ser apto pra tudo, ter um corpo flexível e forte para as mais diversas tarefas, ter capacidade para se defender ou fôlego para correr por quarteirões. Faça academia para fortalecer e manter seus músculos e sua capacidade aeróbica. Siga uma dieta restrita que evite os alimentos negativos dos quais somos expostos diariamente e supra suas necessidades de macro e micro nutrientes. Ser líquido nesse ponto, também significa ser capaz de treinar e se manter bem mesmo sem a opção de frequentar academias, por isso é bom que você tenha um leque de exercícios dos quais pode executar virtualmente em qualquer lugar, sem pesos ou aparelhos específicos.

Intelecto

Seja versado nos mais diversos assuntos, o jeito mais fácil para conseguir isso é ser curioso e ir atrás de conhecimento. Use a internet, faça as perguntas certas. Leia os livros dos melhores profissionais de cada área para compreender como eles encaram tais assuntos.

Como devem ter percebido ser líquido é uma importante virtude que todo burguês deve buscar para obter prosperidade de forma fluída e se adaptar mais facilmente à transição eterna do mundo moderno. Eu adoraria falar mais sobre esse assunto, mas tenho que devolver algumas fitas de vídeo.

O resto é com vocês...
Bons ganhos e um grande abraçoo!

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

A Ascensão e Queda do SubAstor


Em outubro de 2010, e eu lembro-me como se fosse ontem, estava com dois amigos e fomos para um bar "famoso" na Vila Madalena por indicação das meninas da nossa sala. O lugar estava completamente lotado, preço alto, cadeiras ruins de botecos ruins. Cheio de gente falando alto, e fazendo arruaça enquanto tiravam fotos para postarem no Twitter ou atualizarem suas fotinhos de BBM. Então saímos, andamos alguns metros e demos de cara com o Astor. Parecia um bar respeitável e estava cheio, mas não lotado. Eu era um aluno de colegial ainda e nunca tinha ouvido falar nesse lugar. Ao chegar precisava ir ao toilete. O garçom indicou o caminho para o subsolo. Inesperadamente dei de cara uma cortina de veludo de cor vinho. O bar tinha um bar secreto dentro dele! Que classe.

Assim que entrei soube que aquele bar seria meu parceiro por anos. Não havia ninguém da minha idade, só gente com no mínimo 10 anos a mais. Forte indicador de qualidade. Música excelente. Preço alto, mas não tanto. Perto de casa. Secreto. Clássico. Drinks impecáveis. Aquilo era o paraíso.

Esse lugar fez a meu nome. Eu era menor de idade, mas como era o único, ninguém se importava ou pedia documentos. A chance de ter uma operação policial ali era nula. Além do mais eu costumava frequentar de terça, quarta ou quinta. Nunca sextas, sábados ou domingos, quando o bar enchia e possuía um publico mais competitivo. Era bom em todos os sentidos. Todas as meninas bonitas e populares da minha idade queriam sair com as amigas, verem e ser vistas durante o final de semana. Elas ansiavam por isso. Mas de terça-feira elas nunca tinham nada, estavam sempre deprimidas, se sentindo presas e aceitavam meus convites quase que sem esforço.

Eu pegava um táxi, buscava elas e ia pro bar. Descia as escadas. Era como um script. Assim que passava a cortina de veludo todas elas reagiam da mesma forma, faziam a mesma cara, falavam as mesmas coisas. Dava pra ver meu valor social se elevando subitamente. Eu sempre sentava nas poltronas vermelhas do canto (melhor acústica) e gesticulava para um garçom, claro que mais tarde eles acabaram entrando no meu payroll.

- Boa noite senhor, o que vai pedir está noite?
- Já sabe o que vai querer Marcela?
- Quais cervejas voc...
- Não. Faz o seguinte meu caro. Me traga um Watermellon Martini e pra moça um Russian Spring Punch.
- Sim senhor, mais alguma coisa?
- Batido, não mexido. Vocês ainda tem aquele drink de beterraba? Beet by Bit?
- Sim senhor.
- Okay, pode trazer um desses pra nós também. Obrigado.

O garçom educadamente se retirava.

- Você gosta de apostas?
- Depende.
- Vamos fazer uma. Se gostar do drink que eu pedi pra você, vai ter que me dar o que eu escolher. Se não gostar, vale o mesmo pra mim.

As respostas variavam. A aceitação não. 100%. Todas gostavam dos drinks. Ficavam encantadas com o de beterraba.

- Tá legal, o que você quer de mim?
- Hoje o bar é por sua conta. (Eu respondia em tom sério, enquanto saboreava meu esplendido Watermellon Martini).

Outro drink que eu gostava era The Vesper, criado pelo James Bond durante o filme Casino Royale. Sempre preparo em casa: 3 medidas de Gordon's, uma de vodka e meia de Kina Lillet (ganhei de um amigo que trouxe de fora) batida com bastante gelo até que suas mãos esfriem, adicionada de uma larga rodela fina de casca de limão. Clássico. No SubAstor ele tinha algumas alterações pra dar o toque da casa. Independente de tudo, ganhando ou perdendo a aposta, eu sempre optava por terminar pagando a conta. Perto de 80 reais com taxas de serviço.

O choque provocado pela sintonia dos elementos: drinks alcoólicos, ambiente perfeito, e boa companhia deixavam as meninas em um estado de êxtase que se mantinha por horas. Como meu apartamento era perto elas sempre iam comigo para "buscar o número de um taxista de confiança e não ficarem aguardando no frio". Salvo raríssimas exceções, a noite sempre se finalizava com a chave mestra abrindo mais uma fechadura. Não tinha competidores à minha altura, meus colegas ainda gastavam R$ 130 em balada e se gabavam por terem pego 5 ou mais mulheres de beleza discutível. Eles não tinham ideia do que era carpe noctem. De fato, burgueses sempre estão anos luz à frente de todos...

As coisas corriam muito bem. Dias de glória. Até que o pior aconteceu...


Durou até de mais. Eu não ia conseguir esconder aquele lugar para sempre mesmo.
Semana passada fiz uma visita para me despedir e bem como eu esperava: os drinks tiveram seus preços aumentados, a qualidade caiu, os garçons que me reconheceram fizeram uma cara de vergonha e de desapontamento com toda a situação. Todos sabem que aquele lugar não era para ser exposto às massas, mas era tarde demais. Foi o mesmo destino do Please Don't Talk, posso imaginar a dor dos burgueses nova-iorquinos. Mais uma vez nos lembramos de um implacável fato da vida: todas as boas coisas chegam a um fim.

Claro que ainda tenho uma última carta na manga, O Frigobar, mas a qualidade não é a mesma. Som fraco. É mais fácil se conseguir uma reserva no Dórsia do que lá. Os drinks são mais ou menos. Além de ser mais longes do meu apartamento e cheio de gente cool querendo tirar fotos pro Instagram. Hell. Vou ver se consigo colocar o gerente deles no payroll para tentar ocupar as minha terças-feiras novamente. Só espero que os speakeasy não se torne popular entre os gourmetzinhos que acham que tem algo de burguês.

Descanse em paz SubAstor.

O resto é com vocês...
Bons ganhos e um grande abraçoo!